Web Statistics
“Dinheiro podre, foi usado pelo PMDB em 2014”, diz Cassol na tribuna do Senado Federal | Gazeta de Rondônia
Página Inicial / Notícias do Estado / “Dinheiro podre, foi usado pelo PMDB em 2014”, diz Cassol na tribuna do Senado Federal

“Dinheiro podre, foi usado pelo PMDB em 2014”, diz Cassol na tribuna do Senado Federal

 

Em discurso, Ivo Cassol destacou que os eleitores precisam estar atentos e disse que o povo, por meio do voto, pode ajudar no processo de limpeza da política nacional.

Da tribuna do Senado, nesta terça-feira (12), o parlamentar fez um desabafo e alertou que a sociedade brasileira não suporta mais tantos abusos cometidos.

 

Estarrecido com os casos de corrupção no Brasil, esta é sensação do senador Ivo Cassol.

No discurso, Cassol lembrou as denúncias envolvendo os governos dos ex-presidentes Lula, Dilma Rousseff e também do atual presidente Michel Temer.

O senador qualificou como inadmissível o último episódio envolvendo o ex-ministro Geddel Vieira Lima que foi acusado de manter R$51 milhões num apartamento em Salvador.  Na avaliação de Cassol, o dinheiro seria usado para a compra de votos nas eleições de 2018.

“ É por isso que o Brasil está nesse buraco. É por causa dessa corrupção toda que estamos vivendo com tanto desemprego, com a população e a roubalheira toda, tem que prender essa gente toda”, cobrou.

O senador lembrou que em Rondônia nas eleições de 2014 também viu vários casos de abuso do poder econômico. “O que me deixou triste foi algo a que eu assisti no passado, em 2014, no meu Estado de Rondônia. Eu estava fazendo campanha para minha irmã candidata a Governadora do Estado de Rondônia, eu estava fazendo campanha para o Deputado Luiz Cláudio, para os demais colegas, para o Carlos Magno, que estava junto na disputa de Vice-Governador do Estado de Rondônia.

Enquanto nós contratávamos, numa cidade igual a Ouro Preto, igual a Ji-Paraná, igual a Buritis, dez pessoas para trabalhar na campanha, no PMDB do meu Estado, só uma candidata a Deputada Federal tinha mais de cem contratados; outro candidato, mais cem contratados; e o governo do Estado que disputou a reeleição, mais 300 contratados. Era uma humilhação o que faziam. Muita gente fez festa. E pode ter certeza de que a maioria dessas contratações foi com dinheiro sujo, foi com dinheiro podre”, afirmou.

Cassol destacou que os eleitores precisam estar atentos e disse que o povo, por meio do voto, pode ajudar no processo de limpeza da política nacional.

“O Brasil está sendo passado a limpo. Mas não basta passar o Brasil a limpo se os eleitores que estão me ouvindo, a população e as lideranças que estão me ouvindo não mudarem também de postura e, de uma vez por todas, pegarem um conceito novo com os políticos. Não votar no político, naquele que melhor discursa, que mais fala, mais conta mentira ou mais conta causo, mas naquele que tem um propósito, uma causa justa, naquele que na verdade quer fazer a diferença e quer construir dias melhores”, concluiu.

 

REPÓRTER CIDADÃO

REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores da GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonia.com.br ou pelo Whatsapp da redação: (69) 98402 – 1636.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

 

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e whatsapp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Apenas Confúcio e mais 6 governadores estão denunciados criminalmente no país

LISTA NEGRA O Nexo Jornal fez um levantamento que mostra que 7 dos 27 governadores …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *