Web Statistics
“Rigidez do pai” foi argumento usado por três irmãs de 12, 13 e 17 anos que estavam desaparecidas | Gazeta de Rondônia
sexta-feira ,15 fevereiro 2019
Página Inicial / Brasil / “Rigidez do pai” foi argumento usado por três irmãs de 12, 13 e 17 anos que estavam desaparecidas

“Rigidez do pai” foi argumento usado por três irmãs de 12, 13 e 17 anos que estavam desaparecidas

Painel Político – Notícias no Whatsapp sobre política, economia, artigos, jurídico, cultura e viagens.

A Polícia Civil localizou as três irmãs que estavam desaparecidas há cinco dias, em Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. O delegado regional André Fernandes informou que as meninas, de 12, 13 e 17 anos, estava na casa de um jovem, que foi preso suspeito de estupro após dizer que era namorado da adolescente de 13 anos.

O delegado disse que as garotas fugiram por problemas familiares.”Elas manifestaram que não tinham desejo de voltar para casa por causa da rigidez do pai. Devido à rapidez, não conseguimos fazer uma entrevista mais profunda, agora, com tranquilidade, vamos conversar com elas e, depois, nossa intenção é recuperar a base familiar e responsabilizar o rapaz”, disse.

Mãe das meninas, a costureira Valdivina Fernandes de Araújo, de 34, anos, se emocionou ao saber que as filhas haviam sido encontradas. Ela e a família foram para a delegacia encontrá-las.

“Foi muito difícil, estou chorando de alegria. Não sei nem descrever a alegria de saber que elas estão vivas e vou poder levar para casa”, comemora.

Pai das duas meninas mais novas, Diego Silva dos Santos, de 33 anos, agradeceu ao apoio dos policiais e da comunidade que ajudou nas buscas. “Maior alegria da minha vida, elas são tudo pra gente, para a família toda, quero abraçar, beijar, falar que amo elas demais”, disse.

A Polícia Civil explicou que as três irmãs saíram de casa em um táxi no último dia 20 e se abrigaram na casa do jovem de 19 anos, no Setor São Domingos, em Goiânia. Ao ser preso, o rapaz disse que conheceu a mais nova, de 13 anos, pelas redes sociais e estava tendo um relacionamento com ela.

“Acreditamos que ele criou uma estratégia para elas irem para a casa dele. Situação grave, porque ao que tudo indica, teve relação sexual com a adolescente de 13 e não avisou a família que estava com elas, fazendo esse mistério”, disse o delegado.

Suspeito foi preso após falar que mantinha relacionamento com adolescente de 13 anos (Foto: Paula Resende/G1)

Desaparecimento

As adolescentes foram vistas pelos parentes pela última vez no sábado (20). Segundo o pai, quando ele acordou as três não estavam mais na casa. A mais velha chegou a enviar uma mensagem para a mãe, na manhã de segunda-feira (22), pelas redes sociais pedindo ajuda.

“Mãe, eu estou presa em um lugar sem celular. Preciso de ajuda. Vão me levar para o Mato Grosso hoje. Estão me deixando louca, as meninas tentaram me ligar, mas não deixaram eu atender”, diz a mensagem.

Antes de encontrar as adolescentes, o delegado descartou a hipótese que elas estivessem em perigo e que informações obtidas pela corporação, que se encontram em sigilo, atestavam que as adolescentes estavam bem.

Ligação misteriosa

Pai de duas das meninas e padrasto da terceira, o pedreiro Diego Silva conta que, logo após sumir, uma das adolescentes ligou dizendo que estava com as irmãs em Inhumas e que “não queriam mais voltar”.

“Vi a porta aberta e quando olhei nos quartos elas não estavam lá. A gente está sem chão, não sabemos o que fazer. Uma chegou a ligar dizendo que estavam em Inhumas e que não queriam mais voltar, mas ela estava chorando muito, não sabemos se tem alguém forçando ela a dizer essas coisas. Logo em seguida a ligação caiu e não conseguimos mais falar”, contou o pai.

Com G1/GO

“Rigidez do pai” foi argumento usado por três irmãs de 12, 13 e 17 anos que estavam desaparecidas



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:“Rigidez do pai” foi argumento usado por três irmãs de 12, 13 e 17 anos que estavam desaparecidas
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *