Web Statistics
Previdência perde 1,09 milhão de contribuintes em 2017 | Gazeta de Rondônia
Página Inicial / Brasil / Previdência perde 1,09 milhão de contribuintes em 2017

Previdência perde 1,09 milhão de contribuintes em 2017

Painel Político – Notícias no Whatsapp sobre política, economia, artigos, jurídico, cultura e viagens.

Dados fazem parte da pesquisa de emprego, a Pnad Contínua

A Previdência Social perdeu, ao longo de 2017, 1,09 milhão de contribuintes, divulgou o IBGE nesta quarta-feira (31).

Os dados fazem parte da pesquisa de emprego, a Pnad Contínua. O país encerrou o ano passado com 58,1 milhões pessoas ocupadas que contribuíram para a Previdência. Esse montante representou queda de 1,9% em relação aos 59,2 milhões de pessoas que contribuíram em 2016.

A soma inclui apenas pessoas ocupadas, que são cidadãos que de fato têm um emprego. Ao final do ano passado, 64,1% dos ocupados contribuíam para a Previdência. Um ano antes, esse percentual era de 65,5%.

Trabalhadores com carteira assinada recolhem de forma compulsória a alíquota que é destinada à Previdência. O desconto ocorre direto no contra-cheque. Autônomos (trabalhadores por conta própria) podem recolher, mas precisam adquirir um carnê.

Segundo do coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo, a queda na contribuição para a Previdência está ligada também a queda na formalização do mercado de trabalho. Cerca de 1,4 milhão de trabalhadores deixaram de contribuir com a Previdência desde 2014, ano de início da recessão, mas o movimento se intensificou no ano passado.

Em 2017, por exemplo, o país fechou 685 mil postos com carteira assinada, e encerrou o ano com total de 33,2 milhões de pessoas nessa condição. Na outra ponta, o contingente de trabalhadores sem carteira teve incremento de 598 mil e os trabalhadores por conta própria cresceram em 1,07 milhão de pessoas.

A queda no percentual de ocupados que contribuem para a Previdência ocorre em meio ao debate do governo para reformar o modelo previdenciário no país. A Previdência Social fechou 2017 com deficit recorde de R$ 268,8 bilhões, considerando o resultado do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e do regime dos servidores públicos da União.

O governo defende a reforma da Previdência sob o argumento de que a perspectiva de um aumento no deficit faria colapsar as contas públicas. Mercado financeiro e indústria aguardam o governo colocar suas contas em dia para retomar os investimentos.

No Congresso, contudo, a votação tem sido constantemente postergada. O governo precisa ter certeza de que irá aprovar a matéria antes de enviá-la para votação. A base aliada negocia apoio em troca de cargos ou emendas parlamentares. Há ainda por parte dos aliados o desejo de evitar exposição ao tema polêmico em ano eleitoral.

O governo trabalha com prazo até fevereiro para conseguir aprovar a reforma. Caso não consiga colocar em pauta, a possibilidade é que o tema só volte a ser debatido no ano que vem, depois das eleições.

O presidente Michel Temer tem feito uma romaria por programas da televisão aberta para defender a reforma.

A perda de contribuintes não foi algo exclusivo do ano de 2017. Em 2012, por exemplo, o país estava no nível mais baixo do percentual de trabalhadores ocupados que contribuíam para a Previdência Social. Nos últimos seis anos (de 2012 a 2017), a previdência perdeu 2,7 milhões de contribuintes.

Com informações da Folhapress.

Previdência perde 1,09 milhão de contribuintes em 2017



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Previdência perde 1,09 milhão de contribuintes em 2017
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *