Web Statistics
Juiz condena a regime aberto fiscal filmado recebendo propina de R$ 20 mil | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Brasil / Juiz condena a regime aberto fiscal filmado recebendo propina de R$ 20 mil

Juiz condena a regime aberto fiscal filmado recebendo propina de R$ 20 mil

Painel Político – A informação chega primeiro aqui

O juiz João Carlos Germano, da 3.ª Vara Criminal, em Taubaté, condenou o agente fiscal de rendas Marcelo Guedes por corrupção passiva. O servidor pegou três anos, um mês e dez dias de reclusão, em regime inicial aberto. A decisão foi publicada no Diário Oficial, na segunda-feira, 5.

Marcelo Guedes atuava na Delegacia Tributária Regional de Taubaté, vinculado à Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, e fiscalizava empresas da região. Segundo a denúncia do Ministério Público de São Paulo, o agente foi gravado por um empresário cobrando R$ 180 mil em propina, parceladamente, para que uma multa de mais de R$ 2 milhões diminuísse para no máximo R$ 15 mil. O empresário entregou o áudio e conversas de WhatsApp à Promotoria.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Após a entrega dos documentos ao Ministério Público, o empresário entregou ao agente R$ 20 mil em espécie. A acusação formal da Promotoria aponta que as notas foram contadas, divididas, algumas marcadas e colocadas em uma caixa que levava a uma anotação com o nome da empresa.

“A vítima (empresário) estava munida de câmera oculta. Chegando ao local, a vitima se identificou na recepção e foi recebida por Marcelo em uma sala de atendimento na DRT (Delegacia Regional de Taubaté). Tudo foi filmado. Marcelo, após breve conversa, recebeu de Mauro a caixa lacrada contendo no seu interior a quantia exata de R$ 20 mil,conforme solicitação anterior”, narrou o Ministério Público na denúncia ajuizada em novembro de 2016.

“Com a saída da vítima do local, a Equipe do Ministério Público e a Autoridade Policial entraram no recinto, e alcançaram Marcelo calmamente se dirigindo até sua mesa, com a caixa ainda lacrada debaixo dos braços, momento em que lhe foi dada voz de prisão.”

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Marcelo Guedes foi preso em flagrante, em 9 de novembro de 2016. e solto durante o processo. O agente vai poder recorrer da sentença em liberdade.

Na sentença, o juiz João Carlos Germano, da 3.ª Vara Criminal, em Taubaté, decretou a perda do cargo público ed Marcelo Guedes.

“A gravidade concreta do delito é patente, sendo a corrupção em nosso país, nos mais diversos setores da Administração Pública, sistêmica, devendo ser extirpado do aparato estatal qualquer agente público que a pratique ou que com ela coadune.O réu agiu justamente no exercício de sua atividade profissional, praticando crime contra a Administração Pública, deixando de realizar ato que lhe incumbia, violando, ainda, dever funcional que exige a moralidade e a prática de seu mister segundo os ditames da lei”, anotou o magistrado.

“Não bastasse isso, agiu em manifesto abuso de poder, valendo-se do cargo para obter vantagem indevida e ilícita. Claro, portanto, que não tem condições de permanecer ocupando o cargo ou função pública.”

COM A PALAVRA, O ADVOGADO ALAMIRO VELLUDO SALVADOR NETTO, QUE DEFENDE MARCELO GUEDES

“A defesa recebeu a condenação e agora evidentemente vai recorrer. Conforme já foi demonstrado ao longo de todo procedimento se tratou de um flagrante preparado, inclusive, com grau de motivação da suposta vítima. Nós vamos acatar a decisão de 1ª instância, mas vamos apresentar os recursos pertinentes ao caso.”

As informações são de Fausto Macedo/O Estadão

Juiz condena a regime aberto fiscal filmado recebendo propina de R$ 20 mil



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Juiz condena a regime aberto fiscal filmado recebendo propina de R$ 20 mil
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *