Web Statistics
Testemunhas mentiram sobre caso de esquartejamento de crianças em ritual satânico | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Brasil / Testemunhas mentiram sobre caso de esquartejamento de crianças em ritual satânico

Testemunhas mentiram sobre caso de esquartejamento de crianças em ritual satânico

Painel Político – A informação chega primeiro aqui

A Justiça concedeu nesta quarta-feira, 7, liberdade provisória aos cinco suspeitos presos no caso do suposto ritual satânico envolvendo o esquartejamento de duas crianças em Novo Hamburgo, na região do Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul. A decisão da juíza Angela Roberta Paps Duquerque, da Vara do Júri da Comarca de Novo Hamburgo, ainda revogou os pedidos de prisão preventiva de outras duas pessoas que eram consideradas foragidas.

O pedido de soltura havia sido feito pelo delegado titular do inquérito, Rogério Baggio, com parecer favorável do Ministério Público.

“O fato é que a partir de agora a investigação toda volta ao zero. O que nós tínhamos até aquele momento é uma farsa. As testemunhas que fizeram aqueles depoimentos mentiram e mentiram com riquezas de detalhes”, afirmou o delegado. “Eu, em nome da Polícia Civil, a partir que tive conhecimento dos fatos, imediatamente, fiz um pedido de liberdade.”

De acordo com Baggio, o primeiro depoimento seria de uma testemunha que afirmou ter presenciado parte do ritual satânico em um templo localizado em Morungava, área rural do município de Gravataí.

“Ela afirmou que havia esquecido o casaco no local e retornou ao templo. Essa pessoa reconheceu sete dos envolvidos, supostamente criminosos, e hoje já se sabe que são inocentes”, explicou.

Segundo o delegado, a testemunha que deu depoimento com riqueza de detalhes foi induzida por moradia, proteção policial e salário do Programa Estadual de Proteção, Auxílio e Assistência de Testemunhas Ameaçadas (Protege).

Na manhã desta quarta, agentes da Polícia Civil prenderam em São Leopoldo outra pessoa suspeita de ter ligação com o caso. Conforme Baggio, o detido será peça fundamental para ajudar a esclarecer os motivos do crime, pois ele teria orientado o próprio filho a mentir em depoimento à polícia, para corroborar com sua versão.

Já a terceira testemunha também teria relação próxima ao preso desta manhã. Todas as testemunhas que mentiram serão indiciadas por denúncia caluniosa.

O delegado Baggio ressaltou ainda não saber oficialmente a nacionalidade das crianças esquartejadas. No inquérito, havia a hipótese de que as crianças fossem argentinas.

Com Estadão Conteúdo

Testemunhas mentiram sobre caso de esquartejamento de crianças em ritual satânico



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Testemunhas mentiram sobre caso de esquartejamento de crianças em ritual satânico
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *