Web Statistics
Comissão de Educação votará direito do aluno de faltar aula ou prova por motivo religioso | Gazeta de Rondônia
Página Inicial / Brasil / Comissão de Educação votará direito do aluno de faltar aula ou prova por motivo religioso

Comissão de Educação votará direito do aluno de faltar aula ou prova por motivo religioso

Painel Político –

O direito de estudantes de se ausentarem de atividades escolares por motivos religiosos (PLC 130/2009) será votado nesta terça-feira (27) pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). A proposta altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) para garantir ao aluno o direito de ter a frequência atestada, em caso de faltas, e de poder fazer uma segunda chamada, em caso de ausência em dias de prova. A medida vale para os dias em que a religião do estudante proibir a realização de tais atividades.

A proposta se aplica a todos os níveis de ensino de escolas públicas e privadas. As instituições deverão fornecer, sem custos ou prejuízos para o aluno, alternativas para reposição e compensação das atividades perdidas. Também é previsto no projeto que o pedido de ausência seja encaminhado previamente por requerimento, com justificativa.

O projeto auxiliará, por exemplo, os membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que consideram o sábado como um dia sagrado e, por isso, não trabalham ou estudam nestes dias.

Relatório

De acordo com o relator na CE, senador Pedro Chaves (PSC–MS), o projeto supre uma lacuna da legislação, conciliando o direito à liberdade religiosa com o direito à educação. No relatório, o senador afirma que a Constituição prevê que ninguém pode ser privado de direitos – no caso, o da educação – por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política.

O texto em análise na CE é o substitutivo do senador Paulo Paim (PT-RS), aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Chaves propôs alterações ao texto vindo da CCJ, entre elas a retirada do dispositivo que mantém o limite máximo de 25% de faltas, já incluindo as que ocorrerem por motivos religiosos. “A manutenção dessa cláusula seria proibitiva à liberdade de credo”, argumentou o senador no relatório.

Pedro Craves também acrescentou ao texto o prazo de dois anos para adequação das escolas. E propôs ainda outra subemenda, para excluir o ensino militar das mudanças.

Como a matéria está em análise terminativa na CE, caso seja aprovada vai à Câmara dos Deputados, a não ser que haja recurso para análise no Plenário do Senado.

Vagas em universidades

Também está na pauta da CE, em caráter terminativo, o PLS 254/2016, que estabelece a concessão de vagas ociosas de universidades públicas para idosos. Pelo projeto, pessoas maiores de 60 anos terão direito a 20% das matrículas, porém as regras de acesso serão definidas por cada instituição de ensino superior.

Segundo Paim, relator da matéria na Comissão, o projeto é relevante, pois o envelhecimento da população é uma tendência no país por conta do aumento da expectativa de vida. Contudo, ele afirma que o segmento etário composto por idosos constitui um dos mais negligenciados pelo Estado em atendimento educacional. Além disso, o senador argumenta que a melhoria pouco expressiva da renda nacional exige a permanência de muitos idosos no mercado de trabalho.

— Se as pessoas com mais de 60 anos não ocuparem as vagas, elas ficarão à disposição [ao sistema universal] normalmente, como funciona no sistema de cotas, afirmou.

Caso seja aprovado sem recursos para a análise em Plenário, o projeto seguirá para a Câmara dos Deputados.

A reunião da CE está marcada para às 11h30, na sala 15 da Ala Alexandre Costa, no Anexo 2 do Senado.

Comissão de Educação votará direito do aluno de faltar aula ou prova por motivo religioso



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Comissão de Educação votará direito do aluno de faltar aula ou prova por motivo religioso
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *