Web Statistics
STJ julgará habeas corpus contra prisão de Lula na quinta-feira | Gazeta de Rondônia
sexta-feira ,22 fevereiro 2019

Página Inicial / Brasil / STJ julgará habeas corpus contra prisão de Lula na quinta-feira

STJ julgará habeas corpus contra prisão de Lula na quinta-feira

Painel Político –

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) marcou para a próxima quinta-feira, 1º de março, o julgamento do habeas corpus preventivo da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra a possibilidade de prisão do petista após o julgamento do recurso dele contra sua condenação no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). Os cinco ministros da Quinta Turma do STJ decidirão sobre o assunto em sessão marcada para as 13h.

No final de janeiro, ainda durante o recesso do tribunal, o ministro Humberto Martins havia negado liminarmente o habeas corpus e enviado o pedido ao relator da Lava Jato no STJ, ministro Félix Fischer. Além de Fischer, são membros da Quinta Turma os ministros Jorge Mussi, Reynaldo Soares da Fonseca, Ribeiro Dantas e Joel Ilan Paciornik. Tanto o relator quanto o colegiado têm um histórico de decisões favoráveis aos entendimentos do juiz federal Sergio Moro, de primeira instância, e do TRF4.

A prisão de Lula depois dos recursos foi definida pelo próprio TRF4, na sessão em que a 8ª Turma do tribunal sentenciou Lula a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo envolvendo o tríplex do Guarujá. Os desembargadores João Pedro Gebran Neto, Leandro Paulsen e Victor Laus determinaram, por unanimidade, que o petista seja preso após o julgamento de seus recursos ao tribunal. Como a condenação e a pena imposta foram unânimes, a única possibilidade de recurso ao TRF4 são embargos de declaração. A defesa de Lula já entrou com o recurso e ainda não há data para que os magistrados do colegiado decidam sobre ele.

No recurso, Dez defensores do ex-presidente solicitavam liminarmente que ele pudesse recorrer em liberdade contra a condenação ao próprio STJ e ao Supremo Tribunal Federal (STF). Para os advogados, há “certeza” de que o petista sofrerá um “constrangimento ilegal” com sua prisão “em breve espaço de tempo”.

Conforme o atual entendimento do STF, as penas impostas aos réus podem ser executadas, ou seja, pode haver prisão, a partir de condenação em segunda instância, como é o caso do ex-presidente. No recurso, os advogados de Lula ressaltavam que o Supremo reconheceu apenas a “possibilidade” de prisão após segunda instância, que não seria obrigatória e automática, e alegam que a decisão dos desembargadores viola a presunção de inocência do ex-presidente.

Mesmo pedido ao STF

Depois da decisão de Humberto Martins, os advogados do ex-presidente impetraram outro habeas corpus preventivo, desta vez no Supremo Tribunal Federal (STF). A ação foi distribuída ao ministro Edson Fachin, responsável pelos processos do escândalo da Petrobras no STF, que acabou negando a solicitação da defesa do petista e a enviou à análise pelo plenário do Supremo.

A presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, ainda não marcou uma data para os ministros julgarem o habeas corpus. Na prática, a decisão do STF sobre o assunto será uma reanálise sobre a possibilidade de réus condenados em segunda instância serem presos para cumprir pena. Em outubro dede 2016, quando o Supremo firmou o atual entendimento de que as prisões nessas circunstâncias eram possíveis, o placar foi de 6 a 5.

De lá para cá, no entanto, o Gilmar Mendes, então favorável às detenções após sentenças de segundo grau, tem indicado que mudou seu voto. Outro a votar a favor das prisões, Teori Zavascki, morreu em um acidente aéreo em janeiro de 2017 e foi substituído pelo ministro Alexandre de Moraes, que já declarou ter a mesma posição. Considerando a provável mudança no voto de Gilmar, portanto, o novo placar seria de 6 a 5 contra o encarceramento após segunda instância. Por outro lado, é aventada a possibilidade de a ministra Rosa Weber, contrária à possibilidade no julgamento anterior, também mudar seu entendimento.

Fonte: veja

STJ julgará habeas corpus contra prisão de Lula na quinta-feira



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:STJ julgará habeas corpus contra prisão de Lula na quinta-feira
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *