Web Statistics
‘Consciência democrática’ – por Andrey Cavalcante | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Brasil / ‘Consciência democrática’ – por Andrey Cavalcante

‘Consciência democrática’ – por Andrey Cavalcante

“A democracia deve ser uma rotina para todos”. A advertência da professora Fátima Anastasia, organizadora do livro “Reforma política no Brasil”, editado pela UFMG, aplica-se com exatidão ao momento político nacional, especialmente em ano eleitoral, festejado equivocadamente como o coroamento da democracia. Não é! Pós-doutora em Ciência Política, a professora esclarece: “aquilo que separa as democracias e as autocracias é a realização das eleições livres, periódicas e competitivas. Mas a partir dessa base, muita coisa precisa ser aprimorada para que possamos ter o pleno exercício da democracia”. No início dos trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte de1988, o deputado mineiro Tarcísio Delgado chamou a atenção para o fato de que tão ou mais importante que uma constituição formal é o estabelecimento de uma consciência constitucional no seio da sociedade. Aquela estabelece os parâmetros para a convivência democrática, mas este assegura-lhe os meios de viger, soberana e respeitada, a conduzir os destinos da nação. A consciência constitucional é a aplicação prática dos ideais democráticos.

A Ordem dos Advogados do Brasil desde sempre se pautou pela estrita observação e respeito a tais princípios. E não poderia ser diferente, posto ser historicamente protagonista na defesa dos mandamentos constitucionais e ideais democráticos. Mas mesmo a Ordem não pode se afastar de praticar o que prega. Daí nosso integral apoio à proposta de extinção da cláusula de barreira que exige experiência mínima de cinco anos para que o jovem advogado se credencie a candidatar-se aos cargos de representatividade no ambiente interno da instituição. Não há como discordar da manifestação dos advogados Fabrício de Castro Oliveira, conselheiro federal da OAB/BA e Hermes Hularião Teixeira Neto, presidente do Conselho Consultivo da Jovem Advocacia da OAB/BA, para quem, “a cláusula de barreira fere diretamente o princípio constitucional da isonomia, positivado no artigo 5º da constituição federal, que consagra o axioma de que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”.

Os jovens advogados representam mais de 50% dos inscritos na OAB em todo o Brasil. A OAB Rondônia comemorou agora 44 anos de instalação. Foi oficialmente instalada em 18 de fevereiro de 1974. No início, eram apenas 23 advogados, hoje somos 9.291. Ou seja: a Ordem é essencialmente jovem no estado. Isso ficou sobejamente exibido na grandiosidade do XVI Encontro da Jovem Advocacia e da XIII Conferência Estadual da Advocacia aqui realizados, que reuniu advogados e autoridades de todos o país, para uma exuberante demonstração de força e coesão, reverenciada e aplaudida pelo presidente nacional da Ordem, Cláudio Lamachia. Um reconhecimento que nos credencia, inclusive, a levar nossas propostas e indicativos para a II Conferência Nacional da Jovem Advocacia nos 22 e 23 de março, em Natal/RN. evento que deverá reunir milhares de profissionais em início de carreira para palestras e painéis com especialistas de diversas áreas. E o fim da cláusula de barreira por certo haverá de merecer destaque nos debates, com a definição de mecanismos para levar ao Congresso Nacional a proposta de alteração na lei 8.906 para a sua supressão..

De volta à professora Anastasia, ela assevera que “a democracia deve ser uma rotina para todos e no Brasil isso ainda não aconteceu”. De fato! Mas tal realidade pode começar a ser mudada com a importante colaboração e a vigorosa atitude do jovem advogado rondoniense. Ele sabe, como já disse aqui, que é fundamental a busca pelo conhecimento. Que é o único investimento verdadeiramente pessoal. Um patrimônio que não se exaure ou deprecia – basta que seja abastecido, alimentado e atualizado. É virtuoso. É cumulativo. Além de normalmente se fazer acompanhar de uma boa dosagem de sabedoria. Ó jovem advogado sabe que embora seja recomendável que a pessoa seja coerente, a sabedoria lhe proverá de criatividade para escapar à previsibilidade vulgar que, literalmente, nivela por baixo a racionalidade humana. E lhe oferecerá discernimento suficiente para lastrear com bom senso a tomada de decisões. É com esse movimento virtuoso que nossa realidade pode ser mudada, inclusive no âmbito interno da OAB. Como ensina o axioma confuciano, “Você não pode mudar o vento, mas pode ajustar as velas do barco para chegar onde quer.”

O post ‘Consciência democrática’ – por Andrey Cavalcante apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:‘Consciência democrática’ – por Andrey Cavalcante
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *