Web Statistics
Hospital dá falso diagnóstico de HIV e é condenado a indenizar família | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Brasil / Hospital dá falso diagnóstico de HIV e é condenado a indenizar família

Hospital dá falso diagnóstico de HIV e é condenado a indenizar família

Mulher internada no Hospital São Francisco recebeu o falso diagnóstico de HIV no dia em que deu à luz a filha. A instituição de saúde foi condenada a pagar R$ 45 mil à família

O Hospital São Francisco, localizado em Ceilândia (DF), foi condenado pela Justiça a pagar indenização a uma mulher, o marido e a filha por falso diagnóstico. De acordo com a 2ª Vara Cível da região administrativa, a unidade médica afirmou, equivocadamente, que a mãe tinha o vírus HIV.
O diagnóstico errôneo aconteceu no dia do parto, em 11 de setembro de 2016, quando a mulher foi submetida a uma série de exames. A partir do falso resultado, funcionários do local enfaixaram os seios dela, com a justificativa de que não poderia amamentar. Além disso, mãe e filha receberam AZT e niverapina, drogas usadas para controle do HIV, o que teria resultado em efeitos colaterais na criança.
A mulher ainda alegou na Justiça ter sofrido discriminação tanto dos demais pacientes quanto dos profissionais de saúde decorrente da crença de ela ser soropositiva. Além disso, passou por choque emocional e foi acusada de infidelidade, além de sofrer diversas ofensas. Com a notícia inesperada, o marido teria cogitado tirar a própria vida. A discriminação teria continuado mesmo depois do exame de contraprova, que expôs o falso positivo.

“Sofrimento aos pacientes”

Ao julgar o caso, o juiz considerou que a mãe passou por condutas terapêuticas desnecessárias e traumáticas. “Desenvolvendo a atividade que desenvolve, deveria o réu cercar-se de todas as cautelas para que um diagnóstico falso positivo não viesse a desencadear tamanho sofrimento aos seus pacientes”, declarou o magistrado. Ele também afirmou que a unidade de saúde não cumpriu de forma correta os procedimentos exigidos pelo Ministério da Saúde.
A Justiça condenou o Hospital São Francisco por danos morais, com pagamento de indenização no valor de R$ 40 mil à família, sendo R$ 15 mil para a mulher, o mesmo valor para o marido e R$ 10 mil para a criança.
Correio entrou em contato com o hospital, mas não teve retorno até a última atualização desta matéria.
Fonte: correiobraziliense

O post Hospital dá falso diagnóstico de HIV e é condenado a indenizar família apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Hospital dá falso diagnóstico de HIV e é condenado a indenizar família
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *