Web Statistics
CNJ abre processo contra desembargadora que difamou Marielle Franco | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Brasil / CNJ abre processo contra desembargadora que difamou Marielle Franco

CNJ abre processo contra desembargadora que difamou Marielle Franco

Marilia Castro Neves, desembargadora no Rio de Janeiro, postou notícias falsas sobre a vereadora do PSOL assassinada na quarta (14)

O Conselho Nacional de Justiça irá investigar o teor dos comentários que a desembargadora Marilia Castro Neves , do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, postou em suas redes sociais na internet sobre a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada a tiros na última quarta-feira (14) na capital fluminense.

Em um comentário em sua página no Facebook, a desembargadora afirmou que Marielle “não era apenas uma lutadora”, que estaria “engajada com bandidos”, tendo sido “eleita pelo Comando Vermelho [facção criminosa carioca]”. Os supostos “fatos” elencados pela juíza, contudo, são comprovadamente falsos, o que motivou o PSOL a entrar com uma ação contra Marilia no CNJ.

Frente a isso, o corregedor Nacional de Justiça, João Otavio de Noronha, determinou a abertura de uma investigação para tratar do comportamento da desembargadora.

Após a repercussão negativa de seus comentários, Marilia tentou se retratar, reconhecendo que se “precipitou” em reproduzir falsas notícias e calúnias contra a vereadora morta.

Essa, no entanto, não foi a primeira vez que a desembargadora “se precipitou” em comentários na internet. Semanas antes da polêmica envolvendo suas calúnias contra a vereadora, Marilia comentou também a questão do assédio sexual que embalou discussões durante o carnaval.

“Sinceramente, não aguento mais ler palavras de ordem do tipo: assédio sexual, direito das minorias, inclusão social, social democracia… Assédio sexual é o que??? Paquera no trabalho??? Francamente!!!! Será que não temos nada mais importante para lutarmos??? Uma pia de louça para lavarmos???”, ironizou.

Antes disso, a desembargadora também se declarou sobre Zumbi dos Palmares, símbolo da resistência dos negros no Brasil colonial e que comandou um dos quilombos mais longevos durante o período mais violento da escravidão no país. Para ela, Zumbi não passa de um “mito histórico para estimular um racismo que o Brasil até então não conhecia”.

Por fim, mais recentemente a desembargadora sugeriu que o deputado federal Jean Wyllys, companheiro de partido de Marielle, seja colocado no “paredão” – uma referência às mortes de líderes políticos em países totalitários. “O Jean Willis [sic], por exemplo, embora não valha a bala que o mate e o pano que limpe a lambança, não escaparia do paredão…”, precipitou-se a desembargadora.

Fonte: ig

O post CNJ abre processo contra desembargadora que difamou Marielle Franco apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:CNJ abre processo contra desembargadora que difamou Marielle Franco
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Anvisa dá passo rumo à regulamentação da maconha

O assunto ganhou força em novembro de 2017 e, agora, pesquisadores pretendem pressionar com um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *