Web Statistics
Justiça decreta prisão preventiva de sacerdotes acusados de desviar dinheiro de paróquias em GO | Gazeta de Rondônia
Página Inicial / Brasil / Justiça decreta prisão preventiva de sacerdotes acusados de desviar dinheiro de paróquias em GO

Justiça decreta prisão preventiva de sacerdotes acusados de desviar dinheiro de paróquias em GO

O dinheiro dos padres era investido em propriedades, como uma fazenda e uma lotérica, além de joias, duas caminhonetes e dinheiro em espécie, nacional e estrangeiro

A Justiça recebeu a denúncia contra os sacerdotes presos na Operação Caifás, deflagrada na segunda-feira (19/3) em Formosa. O bispo da cidade goiana, dom José Ronaldo; cinco padres e os dois empresários responderão por associação criminosa, falsidade ideológica, apropriação indébita e lavagem de dinheiro. Os suspeitos, se condenados, podem pegar de 10 a 27 anos de prisão, de acordo com a participação de cada um no esquema.

Além disso, a Justiça acatou o pedido do Ministério Público de Goiás (MPGO) de manter os envolvidos presos, convertendo o pedido de prisão temporária em preventiva. O argumento é que os suspeitos poderiam interferir nas investigações. Apenas o secretário da Cúria de Formosa, Guilherme Frederico Magalhães, um dos presos, responderá em liberdade.

Os acusados de envolvimento no esquema milionário de desvio de verbas das paróquias de Formosa poderiam ser liberados nesta sexta-feira (23/3) caso a prisão preventiva não fosse estabelecida. Eles estavam presos temporariamente, o que prevê apenas cinco dias de reclusão, prorrogáveis por mais cinco.

A suspeita é de que o esquema tenha faturado mais de R$ 2 milhões dos cofres da igreja (Foto: MPGO/Divulgação)

Furto milionário
O dinheiro dos padres era investido em propriedades, como uma fazenda e uma lotérica, além de joias, duas caminhonetes e dinheiro em espécie, nacional e estrangeiro. Os agentes encontraram os bens nas residências de alguns dos suspeitos. Eles devem responder por associação criminosa, adequação indébita, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. A pena varia de 10 a 27 anos, mas pode ser aumentada, de acordo com a participação de cada um.

Fonte: em.com

O post Justiça decreta prisão preventiva de sacerdotes acusados de desviar dinheiro de paróquias em GO apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Justiça decreta prisão preventiva de sacerdotes acusados de desviar dinheiro de paróquias em GO
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Anvisa dá passo rumo à regulamentação da maconha

O assunto ganhou força em novembro de 2017 e, agora, pesquisadores pretendem pressionar com um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *