Web Statistics
Beber moderadamente tira anos de vida, indica estudo | Gazeta de Rondônia
Página Inicial / Brasil / Beber moderadamente tira anos de vida, indica estudo

Beber moderadamente tira anos de vida, indica estudo

Os autores dizem que a descoberta desafia a crença amplamente difundida de que beber moderadamente é benéfico para a saúde cardiovascular

Beber mais do que 100g de álcool por semana (equivalente a cinco/seis taças de vinho) pode tirar anos de vida, segundo pesquisa publicada na revista Lancet. O estudo mostra que exagerar na dose aumenta o risco de derrame, aneurisma letal, falência cardíaca e morte. Os autores dizem que a descoberta desafia a crença amplamente difundida de que beber moderadamente é benéfico para a saúde cardiovascular.
O trabalho comparou informações de saúde e hábitos associados à bebida de 600 mil pessoas em 19 países (o Brasil ficou de fora), com dados controlados de idade, tabagismo, histórico de diabetes, nível educacional e profissão. O limite máximo de consumo seguro foi cerca de cinco doses por semana (100g de álcool puro, equivalente a cinco taças de 175ml de vinho com 13% de teor alcoólico). Beber acima dessa quantidade foi associado a uma expectativa de vida reduzida. Por exemplo: 10 ou mais doses por semana significaram um a dois anos a menos de vida. Já 18 ou mais doses reduziram de quatro a cinco anos a longevidade.
Os pesquisadores investigaram também a associação entre consumo de álcool e diferentes tipos de doenças cardiovasculares. De acordo com os resultados, beber aumenta risco de derrame, falência cardíaca, aneurisma letal da aorta e doença hipertensiva letal. Apenas no caso de ataques cardíacos não letais, o álcool promoveu uma leve redução do risco, disseram os autores do trabalho, conduzido pela Universidade de Cambridge. “A mensagem principal dessa pesquisa é que, se você já bebe, beber menos vai ajudá-lo a viver mais e diminuir o risco de diversas condições cardiovasculares”, disse Angela Wood, principal autora do estudo.
“Os níveis de consumo de álcool recomendados pelo estudo sem dúvida serão descritos como implausíveis e impraticáveis pela indústria do álcool e outros oponentes das campanhas de saúde pública sobre álcool”, observou, em um comentário publicado na Lancet, Jason Connor, do Centro de Abuso de Substâncias da Universidade de Queensland, na Austrália. “Ainda assim, essas descobertas devem ser amplamente disseminadas e devem provocar debates públicos e profissionais.”

O post Beber moderadamente tira anos de vida, indica estudo apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Beber moderadamente tira anos de vida, indica estudo
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Australiano de 12 anos foge para Bali usando o cartão de crédito dos pais

O menino fugiu de casa em Sydney após uma discussão com a mãe A polícia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *