Web Statistics
Ministro é acusado de liberar recurso para filho comprar casa lotérica | Gazeta de Rondônia
quarta-feira ,21 novembro 2018

Página Inicial / Brasil / Ministro é acusado de liberar recurso para filho comprar casa lotérica

Ministro é acusado de liberar recurso para filho comprar casa lotérica

Gilberto Ochi foi vice-presidente e presidente do Caixa Econômica Federal e, segundo jornal, teria usado o cargo para beneficiar um parente

De acordo com investigações internas da Caixa Econômica Federal, o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, liberou, quando gestor do banco, recursos que foram usados na compra de casa lotérica vendida por seu filho e seu enteado em Alagoas. As informações são do Jornal Folha de São Paulo.

O valor de R$ 200 mil foi transferido a uma prefeitura local e, posteriormente, depositado em uma conta de uma das lotéricas negociadas. Gustavo Occhi, filho do ministro, e Diogo Andrade dos Santos, filho da mulher dele, conseguiram concessões para explorar três casas no estado em 2011. Em janeiro de 2013, as lotéricas localizadas em Atalaia, Coqueiro Seco e Satuba, foram vendidas.

A movimentação foi de R$ 513 mil na conta do então superintendente nacional de gestão da Caixa no Nordeste. Depois disso, Ochi ocupou as funções de vice-presidente e presidente do banco, cargo que deixou em abril de 2018.

Com a operação, os parentes de Occhi tiveram um ganho de pelo menos 100% em relação ao valor inicial pago pelas lotéricas um ano e meio antes. A prestadora de serviços do município descontou o cheque e depositou os R$ 200 mil na conta de uma das lotéricas. Segundo levantamento da Folha, trata-se da Conserg, empresa também fornecedora da Caixa em Alagoas.

O banco abriu em maio de 2011 licitação para distribuir 35 lotéricas em Alagoas, porém não barrou a participação dos familiares do ministro. O decreto 7.203, de junho de 2010, aborda o nepotismo na administração pública e determina que a restrição deveria constar do edital.

Outro lado
Em resposta, o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, afirmou que a licitação para as lotéricas em Alagoas “respeitou toda a legislação vigente à época”. “Não há possibilidade de intervenção de qualquer pessoa no processo”, completou.

Em relação ao uso do montante do banco para comprar uma das lotéricas, Ochi transferiu a responsabilidade da resposta à Caixa. O banco, por sua vez, informou que “os processos de apuração continuam em andamento a partir de apontamentos realizados por auditorias e órgãos de controle”.

Fonte: metropoles

O post Ministro é acusado de liberar recurso para filho comprar casa lotérica apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Ministro é acusado de liberar recurso para filho comprar casa lotérica
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *