Web Statistics
SINDUR protocola denúncias no MPF e TCU sobre reconhecimento de dívida da Ceron no valor de 2,6 Bi | Gazeta de Rondônia
segunda-feira ,22 outubro 2018
Página Inicial / Brasil / SINDUR protocola denúncias no MPF e TCU sobre reconhecimento de dívida da Ceron no valor de 2,6 Bi

SINDUR protocola denúncias no MPF e TCU sobre reconhecimento de dívida da Ceron no valor de 2,6 Bi

O SINDUR – sindicato que representa, entre outros, os trabalhadores da CERON – Centrais Elétricas de Rondônia S.A, protocolou hoje (22 de maio), denúncias junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) e ao Ministério Público Federal (MPF), relativa ao processo de reconhecimento de dívida da CERON junto a Petrobras Distribuidora S.A, cujo valor que não foi sequer auditada pelos órgãos de controle externo, representam mais de dois bilhões e seiscentos milhões de reais, referente a compra de combustível para geração de energia elétrica nas localidades que não estão interligadas ao SIN – Sistema Interligado Nacional, ou o popularmente conhecido “linhão”.

Na avaliação dos Eletricitários do Estado de Rondônia, o reconhecimento da mencionada dívida e consequente parcelamento, tem um único objetivo que é o de limpar o caminho para a privatização da CERON, já que com uma dívida desse montante nem mesmo com um preço de R$50.000,00 (cinquenta mil reais) pelo qual deverá ser ofertada a empresa, haveriam interessados na aquisição do controle acionário da mesma.

Na denúncia o SINDUR solicita do TCU e MPF que tomem as medidas cabíveis ao caso, já que se trata de um volume assustador de recursos envolvidos no processo de reconhecimento e parcelamento de dívida que, por prudência, deveria no mínimo ser auditada pelos órgãos de controle externo.

Desde o início do processo de privatização da CERON, o SINDUR já protocolou várias denúncias e ações solicitando dos órgãos de controle externo a apuração e providências quanto aos abusos que estão sendo cometido no processo, cujos reflexos já estão sendo sentidos pelos consumidores.

Para “viabilizar a privatização” das distribuidoras de energia elétrica controladas pelas Centrais Elétricas Brasileiras – Eletrobras, houve a contratação de empresa para definir o preço e a modelagem da privatização em desacordo com as normas vigentes; dívidas das distribuidoras junto aos fundos setoriais como a RGR – Reserva Geral de Reversão e CCC – Conta de consumo de Combustível; capitalização de empréstimos pela Eletrobras; flexibilização das regras referentes a qualidade de serviços que chegam ao absurdo de determinar que a ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica, não aplique qualquer penalidade para as futuras detentoras da concessão nos primeiros dois anos e apenas faça fiscalização educativa. Tudo isso sendo suportado pela sociedade brasileira, de uma forma especial os consumidores que terão os preços da energia reajustados em percentuais bem superiores aos que vem sendo feito nas condições atuais dessas empresas.

O post SINDUR protocola denúncias no MPF e TCU sobre reconhecimento de dívida da Ceron no valor de 2,6 Bi apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:SINDUR protocola denúncias no MPF e TCU sobre reconhecimento de dívida da Ceron no valor de 2,6 Bi
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *