Web Statistics
TJ mineiro nega recurso e Eduardo Azeredo vai para a cadeia | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Brasil / TJ mineiro nega recurso e Eduardo Azeredo vai para a cadeia

TJ mineiro nega recurso e Eduardo Azeredo vai para a cadeia

Ex-governador de Minas foi condenado a mais de 20 anos de prisão em processo do mensalão mineiro

Quatro, dos cinco desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais negaram recurso do ex-governador de Minas, Eduardo Azeredo, que havia sido condenado há mais de 20 anos de prisão pelo esquema que ficou conhecido como “mensalão tucano”.

Mensalão tucano, também denominado mensalão mineiro e tucanoduto, é o escândalo de peculato e lavagem de dinheiro que ocorreu na campanha para a reeleição de Eduardo Azeredo (PSDB-MG) – um dos fundadores, e presidente do PSDB nacional – ao governo de Minas Gerais em 1998, e que resultou na sua denúncia pelo Procurador Geral da República ao STF, como “um dos principais mentores e principal beneficiário do esquema implantado”, baseada no Inquérito n° 2280 que a instrui, denunciando Azeredo por peculato e lavagem de dinheiro.

O valerioduto tucano foi um esquema de financiamento irregular—com recursos públicos e doações privadas ilegais—à campanha à reeleição em 1998 então governador mineiro e atual senador Eduardo Azeredo (PSDB), montado pelo empresário Marcos Valério.

Em 2017, Azeredo foi condenado em segunda instância a 20 anos e um mês de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro.

O tucano foi considerado culpado por participar de um esquema de desvio de dinheiro de estatais para abastecer o caixa 2 de sua campanha de reeleição ao governo de Minas Gerais, em 1998. Se o tribunal mantiver a condenação nesta terça-feira, ele poderá ser preso a qualquer momento.

A defesa do ex-governador entrou com pedido dos chamados embargos de declaração para a anulação do julgamento em primeira instância, contestando a denúncia do Ministério Publico de Minas Gerais. Os embargos são o último recurso antes da execução da pena. Os advogados tentam ainda recurso no STJ (Superior Tribunal de Justiça), um habeas corpus para evitar que Azeredo seja preso caso a Justiça decida manter a condenação.

Azeredo é acusado de ser um dos idealizadores do mensalão tucano, escândalo que envolveu o publicitário Marcos Valério, esquema que teria, segundo a Justiça, dado origem ao mensalão praticado em esfera federal pelo PT. Reportagem exibida nesta segunda-feira (21) pela Record afirma que Valério denunciou à Justiça que Claudio Mourão, tesoureiro da campanha do tucano, recebeu R$ 700 mil para não entregar membros do PSDB envolvidos no esquema.

Valério afirma que Mourão estava com um documento em mãos capaz de destruir o PSDB de Minas e que Azeredo e o senador Aécio Neves temiam que Mourão revelasse segredos da política tucana. “Eu fui usado para pagar a chantagem, sei o que era e sei o que Mourão iria apresentar. E a Polícia Federal hoje sabe”, disse Valério. “Quem fez empréstimo na pessoa física fui eu. Eu é que passei os R$ 700 mil para o Mourão”, afirmou. “O que o Claudio Mourão iria revelar não era o patrocínio do Bemge, da Copasa (empresas envolvidas no esquema do mensalão). Era muito pior que isso. O medo era do PSDB, era do Seu Eduardo, o medo era do senhor Aécio”, completou o publicitário.

O post TJ mineiro nega recurso e Eduardo Azeredo vai para a cadeia apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:TJ mineiro nega recurso e Eduardo Azeredo vai para a cadeia
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *