Web Statistics
Governo disponibiliza WhatsApp para caminhoneiros denunciarem ameaças | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Últimas / Governo disponibiliza WhatsApp para caminhoneiros denunciarem ameaças

Governo disponibiliza WhatsApp para caminhoneiros denunciarem ameaças

As informações recebidas serão encaminhadas para as polícias Federal, Rodoviária Federal e para as Forças Armadas

O governo federal vai criar um canal para que brasileiros possam denunciar a prática de violência contra caminhoneiros nas estradas. O Palácio do Planalto diz ter convicção de que transportadores que desejam seguir viagem estão sendo reféns de populares e alguns caminhoneiros que desejam manter os pontos de obstrução em rodovias do país. Por isso, a expectativa é de que este dispositivo de comunicação seja eficaz para alertar a ocorrência às forças de segurança. O canal será feito por WhatsApp e também em outras plataformas.

O governo espera lançar o canal ainda nesta quarta-feira (30). As informações recebidas serão encaminhadas para as polícias Federal, a Rodoviária Federal e para as Forças Armadas. De posse de dados como a rodovia e o ponto de obstrução, os agentes e oficiais se deslocarão até o local para escoltar o caminhoneiro que desejar sair. “Vamos acabar com este constrangimento e esta forma covarde de agredir aqueles que querem simplesmente trabalhar”, declarou o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

A ação do governo prevê punição para quem obstruir a desmobilização do caminhoneiro. “Nós, na forma da lei, vamos punir com rigor estes que cometem uma violência que não é só covardia contra um ser humano indefeso, mas contra toda a sociedade. Por isso, por uma questão de Justiça, temos que resopnsabilizá-los e puni-los”, enfatizou Jungmann.

O governo não trabalha apenas com suspeitas de que caminhoneiros estão reféns da atuação de outros, mas tem também à disposição imagens e vídeos feitos nas estradas que mostram a coação a caminhoneiros que desejam seguir viagem. A decisão de criar o canal de comunicação é um mecanismo para facilitar a denúncia. “O uso da violência em sociedade como a nossa não pode ser disponível como forma de pressão de movimentos trabalhistas, nem como forma de atuação política”, criticou o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, Sérgio Etchegoyen.

Fonte: diariodepernambuco

O post Governo disponibiliza WhatsApp para caminhoneiros denunciarem ameaças apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Governo disponibiliza WhatsApp para caminhoneiros denunciarem ameaças
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Acidente provoca a morte de 23 pessoas e fere outras 18 no Equador

O acidente ocorreu por volta das 2h55 local (5h55, em Brasília) quando um ônibus de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *