Web Statistics
Homem mata amiga de ex-mulher após ela aconselhar separação do casal | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Últimas / Homem mata amiga de ex-mulher após ela aconselhar separação do casal

Homem mata amiga de ex-mulher após ela aconselhar separação do casal

O caso foi julgado pela Justiça de Alagoas nesta quarta-feira (6) e o réu foi condenado a mais de 19 anos de prisão

Daniella dos Santos foi assassinada em 11 de novembro de 2016, na Rua Boa Vista, bairro de Ouro Preto, Alagoas. O seu algoz, Bruno Laurindo do Nascimento, foi julgado ontem (6/6), pelo 1º Tribunal do Júri de Maceió. Segundo denúncia, o crime teria acontecido porque a vítima aconselhou uma amiga, a ex-mulher de Bruno, a se separar do marido. O conselho fatal foi dado por meio de uma rede social, junto a um convite para uma festa.

Naquele dia, Bruno teve acesso à conversa das amigas e foi direto à casa de Daniella para questioná-la sobre o bate-papo. Porém, segundo depoimento de testemunhas, minutos depois da chegada de Bruno, disparos foram ouvidos e Daniella não resistiu.

Segundo o promotor do caso, Humberto Pimentel, o celular da vítima passou por perícia e foi constatado que houve problemas relacionados a ciúmes do acusado com a esposa. “A partir daí, houve o reconhecimento das pessoas que viram o assassino e afirmaram que realmente foi ele,” afirmou Pimentel. A defesa do réu, porém, alegou inocência.

Outra amiga da vítima, Juliana Patrícia Tenório, testemunhou no julgamento. Ela disse que estava com Daniella no dia do crime, bebendo com ela próximo a sua casa, quando um homem chegou de bicicleta. A vítima então foi falar com ele, reservadamente, e, após um tempo, ouviu-se os disparos. Juliana disse que não viu quem era o assassino, mas reconheceu sua cor de pele, estatura e tipo físico.

Mãe e pai testemunharam

Já a mãe e o pai de Daniella reconheceram Bruno. Em juízo, a mãe disse que o acusado teria chamado a filha e dito “Você recebeu muito bem para dizer isso”. Depois pediu um copo com água e tomou um comprimido. Foi quando Daniella teria pedido para conversar em outro lugar, porque os pais tinham problemas do coração. Após isso, a mãe ouviu um tiro e viu Bruno passar com a arma na mão, mandado ela entrar, se não atirava.

“Eu só vivo dopada de remédio. Minha vida acabou, tirou a minha filha que era tudo que eu tinha,” desabafou a mãe de Daniella em desespero.

Bruno Laurindo do Nascimento foi condenado a 19 anos, sete meses e cinco dias de prisão, em regime inicialmente fechado.

Fonte: diariodepernambuco

O post Homem mata amiga de ex-mulher após ela aconselhar separação do casal apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Homem mata amiga de ex-mulher após ela aconselhar separação do casal
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Comissão especial aprova novas regras para criação de municípios

O projeto de lei complementar já foi aprovado no Senado e pode ser votado no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *