Web Statistics
STF inicia julgamento de ação sobre proibição de programas satíricos durante as eleições | Gazeta de Rondônia
segunda-feira ,17 dezembro 2018

Página Inicial / Últimas / STF inicia julgamento de ação sobre proibição de programas satíricos durante as eleições

STF inicia julgamento de ação sobre proibição de programas satíricos durante as eleições

ADIn 4.451 questiona dispositivos da lei 9.504/97, que vedam a produção de programas de rádio e TV que ridicularizem candidatos.

Nesta quarta-feira, 20, o plenário do STF iniciou o julgamento da ADIn 4.451, ajuizada pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão – Abert. Na ação, a entidade questiona dispositivos da lei 9.504/97 – lei das eleições – que vedam a produção de programas satíricos, por parte das emissoras de rádio ou TV, que degradem ou ridicularizem candidatos às eleições durante os três meses que antecedem o pleito.

Em 2010, o ministro Ayres Brito suspendeu os efeitos dos incisos II e III do artigo 45 da lei por meio de liminar que depois foi referendada pelo plenário do STF. Devido à suspensão, os dispositivos não foram aplicados nas eleições de 2010 e nem nos pleitos posteriores.

Durante a sessão desta quarta-feira, 20, o relator, ministro Alexandre de Moraes, votou pela inconstitucionalidade dos dispositivos. Em seu voto, ele pontuou que os dispositivos violam as liberdades de expressão e de imprensa e o direito à informação, sob a justificativa de garantir lisura e igualdade durante as eleições.

Moraes destacou ainda que a previsão consiste na restrição, na subordinação e na forçosa adequação da liberdade de expressão a normas cerceadores durante o período eleitoral, com a clara finalidade de diminuir a liberdade de opinião, a criação artística e a livre multiplicidade de ideias. Por isso, segundo o ministro, os incisos são inconstitucionais.

“Não há permissivo constitucional para limitar preventivamente o conteúdo do debate público, em razão de uma conjectura sobre os efeitos que certos conteúdos possam vir a ter junto ao público. Aqui não só é um exercício de futurologia, como é também, talvez mais grave, um excesso de paternalismo, de querer, o Poder Público, por essa ilegítima intervenção, escolher o que o eleitor pode ouvir, ver, o que pode ou não ter acesso.”

O ministro ressaltou que os dispositivos da lei 9.504/97 estão suspensos há quatro eleições, não ficando evidente que a liberdade de expressão tenha rompido a lisura ou a legitimidade dos pleitos. “Se não quer ser ridicularizado, fique em casa, não seja candidato”, afirmou o relator ao ponderar que candidatos são pessoas públicas sujeitas a críticas.

O voto de Moraes foi seguido pelos ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Dias Toffoli. O julgamento da ADIn 4.451 foi suspenso e deve ser retomado durante a sessão desta quinta-feira, 21.

Processo: ADIn 4.451

Fonte: migalhas

O post STF inicia julgamento de ação sobre proibição de programas satíricos durante as eleições apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:STF inicia julgamento de ação sobre proibição de programas satíricos durante as eleições
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

ATA FINAL DE INSCRIÇÃO DE CHAPAS – Sindur

Às 18 horas do dia 14 de dezembro do ano de dois mil e dezoito, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *