Web Statistics
TJ-MG condena Facebook a pagar R$ 30 mil a ex-vice-prefeito de BH | Gazeta de Rondônia
quarta-feira ,21 novembro 2018
Página Inicial / Últimas / TJ-MG condena Facebook a pagar R$ 30 mil a ex-vice-prefeito de BH

TJ-MG condena Facebook a pagar R$ 30 mil a ex-vice-prefeito de BH

Empresa é acusada de manter página falsa atribuída a Délio Malheiros após notificação judicial. Rede social nega responsabilidade

O Facebook foi condenado a pagar R$ 30 mil em indenizações morais ao ex-vice-prefeito de Belo Horizonte, Délio Malheiros (PSD), por manter no ar uma página falsa após duas notificações judiciais. O caso ocorreu durante as eleições municipais de 2012, quando o político decidiu concorrer ao cargo de vice da capital mineira. A decisão foi unânime entre desembargadores da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e cabe recurso.

Nos autos, o político afirma que em 2012 foi criada a página “Délio Bipolar”, uma sátira à sua decisão de disputar o cargo de vice ao invés de prefeito nas eleições municipais. O autor do perfil falso não foi identificado, mas o Facebook recebeu duas notificações judiciais para a retirada do conteúdo do ar. Em maio de 2013, o político abriu processo contra a empresa e a página falsa foi excluída em dezembro daquele ano.

Em primeira instância, a decisão apenas obrigou a empresa a retirar o conteúdo do ar. Insatisfeito, Malheiros apresentou recurso à corte mineira exigindo reparação moral. O pedido foi acatado pelos desembargadores Márcio Miranda, relator do caso, Amorim Siqueira e José Arthur Filho.

De acordo com o relator, apesar do Facebook não ter “a obrigação de exercer fiscalização prévia sobre as postagens feitas” na rede social, deveria ter excluído a página após receber a primeira notificação judicial, ainda em 2012. “A Ré, porém, manteve-se inerte, e ainda resistiu, mesmo após ajuizada a demanda, a providenciar a exclusão solicitada”, afirmou.

A defesa do Facebook alega que não pode ser responsabilizada ou fiscalizar conteúdo publicado na rede social sem configurar censura prévia. Além disso, a empresa diz que a página fazia críticas à conduta de Malheiros como vice-prefeito da capital mineira, o que não configuraria danos morais.

A tese, no entanto, não foi aceita na corte. “Não há dúvida de que os ocupantes de cargos públicos, notadamente os eletivos, sujeitam-se a críticas dos eleitores e cidadãos em geral”, escreveu Miranda. “Crítica, porém, não se confunde com ofensa pessoal, nem, muito menos, com afirmações falsas e inverídicas ”

Segundo o relator, o próprio nome da página, “Délio Bipolar”, “ultrapassa a intenção de mera crítica”, caracterizando ofensa injuriosa. “As palavras, a ele atribuídas nas postagens, traduzem expressões ofensivas a terceiros, inclusive correligionários políticos, que podiam levar leitores, desavisados, a acreditar fossem de sua autoria”, afirma.

Por unanimidade, a corte decidiu condenar a rede social a pagar R$ 30 mil em indenizações por danos morais ao ex-vice-prefeito e também o pagamento de 187 dias-multa, correspondente ao período que a página permaneceu no ar após a abertura do processo judicial. A decisão cabe recurso.

Recursos
Procurado, o Facebook respondeu, em nota, que aguardará o julgamento final do caso pelo tribunal mineiro para avaliar recursos. “O Facebook aguarda o julgamento final do caso pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais para avaliar as suas opções legais”, informou a empresa.

Fonte: metropoles

O post TJ-MG condena Facebook a pagar R$ 30 mil a ex-vice-prefeito de BH apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:TJ-MG condena Facebook a pagar R$ 30 mil a ex-vice-prefeito de BH
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Criança de 8 anos morre após atirar acidentalmente no próprio rosto em Porto Velho

A criança estava com a irmã de 15 anos que teria ido tomar banho quando …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *