Web Statistics
PM agride paciente em hospital público do DF; veja vídeo | Gazeta de Rondônia
quarta-feira ,12 dezembro 2018

Página Inicial / Últimas / PM agride paciente em hospital público do DF; veja vídeo

PM agride paciente em hospital público do DF; veja vídeo

Corporação informou que afastou militar das atividades enquanto apura caso. Agressão ocorreu no Instituto Hospital de Base.

Um policial militar do Distrito Federal foi flagrado agredindo um paciente no Instituto Hospital de Base na madrugada do último sábado (7). Após o caso, a vítima, o mototaxista Aldnei José Ferreira da Silva, registrou ocorrência na Corregedoria da corporação.

A agressão foi filmada, e a Polícia Militar informou que instaurou um inquérito para apurar a conduta do militar envolvido no caso (veja vídeo abaixo). O PM, que não teve o nome divulgado, foi afastado das atividades até o fim da investigação.

Nas imagens, bombeiros conversam com o paciente, que aparece com um dos braços imobilizado. Em seguida, um PM que estava de plantão na unidade de saúde dá um tapa no rosto de Aldnei José.

“Os bombeiros disseram que eu estava exaltado. O policial, então, perguntou porque eu estava assim. Eu disse que só queria ser atendido e que não estava exaltado. Ele pediu para eu calar a boca e, depois, me agrediu”, contou o mototaxista à TV Globo.

Em nota, a direção do Instituto Hospital de Base afirmou que o paciente estava “alterado e precisava ser contido”. Por esse motivo, segundo a instituição, “foi necessário o uso da força”.

Confusão

Em entrevista à TV Globo, Aldnei José disse que começou a sentir dores fortes na região da clavícula após se envolver em um acidente com uma motocicleta. Ele teria ligado para o Corpo de Bombeiros, mas foi informado de que não havia carro disponível para o socorro.

O mototaxista decidiu ir caminhando até um quartel dos bombeiros para pedir ajuda. Durante o trajeto até o centro de saúde, o motorista da corporação teria parado para dar carona a um PM.

“Nesse momento, eu falei: ‘Vai parar para dar carona? Estou machucado’. O rapaz disse que não tinha importância, que ele sabia o que estava fazendo.”

O policial militar, que pegou carona, desceu na Rodoviária do Plano Piloto. De acordo com o relato de Aldnei José, assim que ele chegou à unidade de saúde, o PM de plantão soube do ocorrido e foi tirar satisfação.

“Eu me senti um nada ali. Uma humilhação total.”

Até esta segunda-feira (9), Aldnei José continuava com o braço enfaixado, e o médico confirmou que ele apresenta uma fratura na clavícula. O tratamento deve começar nesta semana.

Fonte: g1

O post PM agride paciente em hospital público do DF; veja vídeo apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:PM agride paciente em hospital público do DF; veja vídeo
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

ATA FINAL DE INSCRIÇÃO DE CHAPAS – Sindur

Às 18 horas do dia 14 de dezembro do ano de dois mil e dezoito, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *