Web Statistics
Estado deve ressarcir despesas processuais pagas por réu absolvido em ACP | Gazeta de Rondônia
Página Inicial / Últimas / Estado deve ressarcir despesas processuais pagas por réu absolvido em ACP

Estado deve ressarcir despesas processuais pagas por réu absolvido em ACP

Decisão é da 2ª câmara de Direito Público do TJ/SP.

A 2ª câmara de Direito Privado do TJ/SP negou provimento a recurso e determinou que Estado reembolse um ex-vereador que arcou com custas e despesas processuais em ACP na qual foi absolvido.

A ACP foi ajuizada pelo MP por suposta prática de improbidade administrativa pelo ex-vereador do município de Osasco. Em 1º grau, o pedido foi julgado procedente, mas a 13ª câmara de Direito Público do TJ/SP deu provimento aos recursos e reformou a sentença, absolvendo o acusado. No entanto, apesar da absolvição, o réu teve custos e despesas processuais para interpôs os recursos e ingressou na Justiça contra o Estado de SP requerendo o reembolso do valor pago na ACP.

Em 1º grau, o pedido de ressarcimento foi julgado procedente e o Estado apelou da sentença. Ao analisar o recurso, o relator, desembargador Alves Braga Junior, considerou que, “em ação civil pública, descabe a condenação em honorários advocatícios, custas e despesas processuais, salvo comprovada má-fé”, nos termos do artigo 18 da lei 7.347/85 – que disciplina as ACPs.

O relator pontuou que o magistrado de 1º grau assentou que o réu foi processado, perdeu em primeiro grau, recorreu, “pagou o preparo e sagrou-se vencedor no caso”, violando “o senso do justo que ele não receba, ao menos, os valores que pagou pelo preparo e porte”, já que o Ministério Público, se vencido em primeira instância, nada pagaria para recorrer.

Para o desembargador, conforme o princípio da causalidade, “aquele que deu causa à propositura de ação ou à instauração de incidente processual deve responder pelas despesas deles decorrentes”, ficando o Estado responsabilizado por ressarcir o réu absolvido.

“Não é a parte que deve financiar a Justiça. Se o Estado dá isenção a quem deveria ressarcir, resta a ele próprio o dever.”

Com isso, o relator votou por negar provimento ao recurso e manteve sentença que condenou o Estado de SP a ressarcir o ex-vereador em R$ 17.512,52. A decisão foi seguida à unanimidade pela 2ª câmara de Direito Público do TJ/SP.

 

 

Processo: 1028683-23.2016.8.26.0405

O post Estado deve ressarcir despesas processuais pagas por réu absolvido em ACP apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Estado deve ressarcir despesas processuais pagas por réu absolvido em ACP
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Bebê morre ao ser atropelado por tio na garagem de casa em Jaru

Tio não teria visto que criança estava atrás do veículo e engatou marcha à ré. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *