Web Statistics
Dr. Bumbum e mãe vão prestar novos depoimentos à polícia nesta sexta-feira | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Últimas / Dr. Bumbum e mãe vão prestar novos depoimentos à polícia nesta sexta-feira

Dr. Bumbum e mãe vão prestar novos depoimentos à polícia nesta sexta-feira

Investigadores precisam confrontar as informações deles com as testemunhas. Eles foram indiciados por homicídio qualificado e passaram a noite em salas separadas da delegacia.

A polícia vai ouvir novamente, nesta sexta-feira (20), o médico Denis Furtado, o Dr. Bumbum, e da mãe dele, Maria de Fátima Furtado. Ambos foram presos na tarde de quinta-feira (19) no escritório do advogado, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, depois de uma denúncia anônima.

O Disque Denúncia tinha oferecido R$ 1 mil por informações que levassem à prisão da dupla. Os investigadores disseram que precisam confrontar as informações deles com as das testemunhas. O médico e a mãe estavam foragidos há quatro dias. Eles foram indiciados por homicídio qualificado.

Os dois vão responder pela morte da bancária Lilian Calixto depois de um procedimento estético. Eles foram presos por volta das 15h e prestaram depoimento até o fim da noite. Eles passaram a noite em salas separadas da delegacia. A tia de Denis esteve na delegacia durante a madrugada, mas não deu entrevista.

O procedimento estético na bancária Lilian Calixto foi feito no sábado (14), na cobertura do médico, na Barra. Ela morava em Cuiabá e veio ao Rio só pra fazer um preenchimento nos glúteos.

Depois de passar mal, foi levada para o hospital – pelo médico, pela mãe dele, pela namorada, Renata Fernandes Cirne, e pela técnica de enfermagem Rosilane Pereira da Silva.

Horas antes de ser preso, Denis Furtado gravou um depoimento. “Uma fatalidade que acontece com qualquer médico. Uma paciente minha, no meu consultório, após um procedimento de bioplastia de glúteos, que eu já realizei 9 mil, ela saiu do consultório muito bem e umas seis horas após que eu a levei para o hospital e ela chegou ao óbito algumas horas após, com parada cardíaca.

Só que numa entrevista aos jornalistas, ele deu uma versão diferente: disse que Lilian não chegou a ir embora.

“Realizamos por volta de 18h, 19h, no turno da noite. Ela se levantou bem, saiu bem da maca, mais ou menos 23h ela estava indo embora, estava indo embora pro hotel dela, já com o taxista dela esperando na porta, e me relatou um leve enjoo uma queda de pressão. Já aferi a pressão dela, na mesma hora. Umas 23h30 falei o seguinte: ‘Olha, a senhora está com uma queda de pressão, mesmo que leve. Vamos ao hospital e lá a gente avalia’”, disse ele na delegacia.

O taxista contratado por Lilian aqui no Rio disse, em depoimento à polícia, que a bancária voltaria para Cuiabá na mesma tarde.

Ele declarou que deixou Lilian na casa do médico por volta de 12h45 e que três horas depois ela avisou que o procedimento estava atrasado. O taxista disse que esperou a bancária até 23h30, mas que ela não saiu.

Contou também que Denis pagou R$ 300 pela corrida e pelo tempo de espera. Denis falou que não se lembrava de ter conversado com o taxista. “Eu nem me recordo de ter falado isso com o paciente, com o taxista, porque eu nem conversei com ele”, alegou o médico.

Fonte: g1

O post Dr. Bumbum e mãe vão prestar novos depoimentos à polícia nesta sexta-feira apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Dr. Bumbum e mãe vão prestar novos depoimentos à polícia nesta sexta-feira
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Em Rondônia, 79 pessoas foram assassinadas nos dois primeiros meses de 2019

Em 2018, 448 pessoas foram mortas no Estado O Estado de Rondônia registrou nos dois …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *