Web Statistics
Presidente do TRE-MS é investigada pelo CNJ e Procuradoria-Geral da República | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Últimas / Presidente do TRE-MS é investigada pelo CNJ e Procuradoria-Geral da República

Presidente do TRE-MS é investigada pelo CNJ e Procuradoria-Geral da República

Desembargadora é suspeita de tentar interferir em julgamento a pedido de policial preso por corrupção.

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), Tânia Borges, é investigada pelo Conselho Nacional de Justiça e Procuradoria-Geral da República por suspeita de tentar interferir em julgamento de processo a pedido de um policial militar preso por corrupção.

Segundo investigação, troca de mensagens encontradas no celular do tenente-coronel Admilson Cristaldo, preso por corrupção, apontam que o oficial pediu interferência de Tânia em julgamento de processo no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS) envolvendo o amigo dele, o advogado e chefe do Departamento Jurídico do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE-MS), Dênis Peixoto Ferrão Filho.

O advogado de Tânia Borges, André Borges, nega que ela trocado mensagens com o oficial preso por corrupção. A defesa de Admilson Cristado também afirma que ele é inocente. A TV Morena não conseguiu contato com Dênis.

Tânia, Admilson e Dênis são suspeitos de tráfico de influência e uma possível tentativa de venda de sentença. O advogado teria procurado o oficial da PM porque ele teria relacionamento com a desembargadora. Dênis também assinou notas promissórias para Admilson Cristaldo, que somam R$ 650 mil.

As trocas de mensagens foram recuperadas por peritos do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), durante investigação sobre o envolvimento de policiais no contrabando de cigarros. Diversos militares foram presos, entre eles Admilson Barbosa.

O julgamento do caso sobre o qual Tânia e o oficial da PM conversam aconteceu após vistas de desembargadores. Todos os magistrados já sabiam que a votação estava sob suspeita. Três dos cinco réus se livraram da ação.

A corregedoria do TJ-MS, a Procuradoria-Geral e o CNJ abriram investigações. Os outros desembargadores citados por Tânia nas mensagens não são investigados. A desembargadora foi investigada por facilitar a saída do filho dela, Breno Borges, preso por tráfico de drogas, do presídio de Três Lagoas para uma clínica de tratamento de dependentes químicos.

Fonte: g1

O post Presidente do TRE-MS é investigada pelo CNJ e Procuradoria-Geral da República apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Presidente do TRE-MS é investigada pelo CNJ e Procuradoria-Geral da República
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Deputado Edson Martins se reúne com vereadores e garante recursos para Cerejeiras e Theobroma

Recursos vão ajudar municípios  em vários setores O deputado Edson Martins recebeu em seu gabinete os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *