Web Statistics
O político que eu quero – Por Professor Nazareno | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Últimas / O político que eu quero – Por Professor Nazareno

O político que eu quero – Por Professor Nazareno

Avolumam-se as convenções partidárias que indicarão os candidatos às próximas eleições. Aumenta também entre os simplórios a falsa crença de que “a partir de agora tudo vai mudar no Brasil”. Nada vai mudar, pois os eleitores são os mesmos, as condições são as mesmas, a promessas são as mesmas e até os candidatos na maioria dos casos serão os mesmos. Haverá, claro, alguma mudança no varejo. Mas tudo ficará do mesmo jeito: quem tem recursos continuará mandando e quem não tem, continuará obedecendo. Mais de oitenta por cento dos eleitores brasileiros não têm leitura de mundo nem informações suficientes para escolher corretamente o seu candidato. Muitos votam a troco de migalhas sem se importar com as consequências de seu ato. A compra de votos, o dinheiro e as maracutaias como sempre darão o tom de quem vai ser eleito.

Mas há bons candidatos. O difícil, no entanto, é identificá-los. O problema é que todos eles, sem exceção, são vinculados um determinado partido. E qual dos partidos políticos hoje no Brasil tem demonstrado honestidade? E como na bisonha campanha da Globo, “o Brasil que eu quero”, é preciso também saber escolher “o candidato que eu quero”. O eleitorado brasileiro de um modo geral pertence a um curral. No bom sentido da palavra mesmo, uma vez que quase todo eleitor é um jumento. Para se ter uma ideia, lideram a corrida presidencial hoje no Brasil, pela ordem, um presidiário, um psicopata, um fanfarrão mentiroso e um ditador de opereta. Não há nada de novo na arena política. E pior: muitos eleitores brigam pelos seus escolhidos. O país está dividido na política, onde todos se acusam. Ganhará, como sempre, o menos ruim. E assim, todos perdem.

O bom candidato será sempre aquele que se identifica com o politicamente correto. Defende direitos humanos, defende a democracia e procura inovar nas suas ações. Vê o Estado laico como uma premissa e sempre que pode se distancia dos grupos formados somente para ganhar as eleições. Em Rondônia, por exemplo, quase não há novidades no front. Candidatos inescrupulosos, canalhas, ladrões, corruptos, mentirosos e incompetentes em sua grande maioria são as únicas opções de que dispomos para votar. Porto Velho, sua suja e imunda capital, continua com o seu triste destino de ser uma cidade porca e fedorenta onde não há saneamento básico nem água tratada. Saúde e Educação de qualidade são aspirações que nunca saem do papel. Só mesmo em épocas de eleições como agora. E quem vai implantar ensino integral nas escolas do Estado?

Qual dos atuais políticos candidatos vai resolver o vergonhoso problema do “açougue” João Paulo Segundo? O desprezo pelo nosso “campo de extermínio de pobres” ceifa vidas inocentes todo dia. Quando será duplicada a BR-364? Quando será iluminada a ponte do rio Madeira? Quando teremos uma capital decente? O Brasil é a periferia do mundo. Rondônia é a periferia do Brasil. Porto Velho é a periferia de Rondônia. De periferia em periferia, a vida segue o seu triste compasso do engodo e da enganação. O curral continuará sendo dominado pelos mais ricos e endinheirados. O atraso, a estupidez e o subdesenvolvimento serão política de Estado para que as elites continuem mandando no rebanho atrasado e ignorante. Com pequenas alterações, a nossa suja política seguirá seu curso normalmente e a décima potência econômica continuará sendo uma periferia fétida, atrasada e imunda como uma África Subsaariana.

*É Professor em Porto Velho.

O post O político que eu quero – Por Professor Nazareno apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:O político que eu quero – Por Professor Nazareno
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Eleito pelo NOVO pregando “fim dos privilégios”, Zema faz 1 viagem aérea a cada 5 dias no governo de MG

O hoje governador Romeu Zema (Novo), de Minas Gerais, fez campanha eleitoral criticando duramente o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *