Web Statistics
Rondoniense defender CERON e CAERD é defender o desenvolvimento de Rondônia | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Últimas / Rondoniense defender CERON e CAERD é defender o desenvolvimento de Rondônia

Rondoniense defender CERON e CAERD é defender o desenvolvimento de Rondônia

O Sindicato do Urbanitários de Rondônia (SINDUR), vem travando uma das maiores batalhas políticas, que o rondonienses desdenharam de uma forma geral e agora vão amargar o custo. Desde meados de 2015 o Sindur vem atuando em duas frentes bastante sensível, a primeira frente tem escala nacional e era contra a venda da Eletrobras Distribuição Rondônia, e Ceron. Após o impeachment, o presidente Michel Temer deu largada na entrega do setor energético a iniciativa privada.

Foram 3 anos de greves, inúmeros recursos jurídicos, conclamação da população, caminhadas e reuniões com Deputados e Senadores, tentando demonstrar que em nenhuma nação de 1º mundo o Setor Energético do país é de propriedade privada, pois é o setor estratégico de governo que tem importância fundamental na alavancagem econômica dos países. Em especial a Ceron que era das distribuidoras que sempre deram lucro à União. Os rondonienses desdenharam e agora vão ter de engolir, amargamente, um reajuste tarifário de pouco mais de 25%, de uma só vez.

A Segunda frente de trabalho vem sendo travada a respeito da Companhia da Águas e Esgotos de Rondônia, a Caerd. Durante o Governo Confúcio Moura e Iacira Azamor, foi promovido o sucateamento da Caerd, uma empresa pública que tem saúde fiscal e financeira e que tem como retomar o crescimento, ESTAMOS VENDO ISSO DE FORMA CLARA!!!

Após inicio do desmonte que a CAERD, de maneira propositada, sofrida para justificar a sua venda, setores da imprensa, PATROCINADOS PELO GOVERNO DE RONDÔNIA, tentaram desvirtuar as informações culpando a “Gestão Compartilhada”, finalizada em 2010, e TODOS OS TRABALHADORES, pelos desmandos da gestão de Iacira Azamor e Confúcio Moura.

No ano 2000, a Caerd tinha 637 funcionários, alguns se aposentaram, outros se desligaram da empresa e em 2010 a Caerd contava com 536 funcionários.

Durante esse período a arrecadação da Companhia saltou de R$ 18 milhões, em 2000, para mais de R$ 90 milhões em 2010. Sendo que a folha de pagamento em 2010 era de pouco mais de R$ 44 milhões. A Caerd que contava com 104.977 ligações em 2000 e passou para 194.865 ligações de água. Havia liquidado sua dívida de 185 mi para menos de 10 milhões, estava com a folha de pagamento em dias.

Iacira Azamor assume presidência da Companhia em 2014 e junto com ela os cargos comissionados saltam para 28, 2015 sobe para 56 cargos e em 2016 são mais de 112 cargos comissionados. Em 2015, 76 funcionários foram transpostos para o quadro da União, mesmo assim em Dezembro de 2016 a empresa contava com mais de 770 funcionários e a folha de pagamento saltou para mais de R$ 70 milhões, a Receita chega aos R$ 112 milhões, desta forma a folha passa a consumir 62% da arrecadação da Caerd.

Durante esse crescimento das despesas da companhia, aliado a falta de investimentos, a Caerd perdeu importantes concessões como as de Ariquemes, Pimenta Bueno e Rolim de Moura. Nessas cidades as prefeituras decidiram não renovar a concessão com a Caerd e passaram para o setor privado o gerenciamento, implantação e ampliação das redes de água e esgoto.

Porto Velho e Ji-Paraná, as maiores cidade de Rondônia, também começam sinalizar a intensão de rescindir as concessões.

Se atente rondoniense, você vai pagar por este reajuste também.

 

A Luta Continua!!!



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Rondoniense defender CERON e CAERD é defender o desenvolvimento de Rondônia
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

A escolha da presidência da ALE, em tempos não muito remotos, sempre foi envolta a manobras nada republicanas

RETORNANDO Todo ano esta coluna entra de recesso uma semana antes das festas natalinas e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *