Página Inicial / Últimas / Câmara aprova Lei do Mandante, projeto que pode prejudicar Globo nas transmissões de futebol

Câmara aprova Lei do Mandante, projeto que pode prejudicar Globo nas transmissões de futebol

Na tarde desta quarta-feira (14), a Câmara dos Deputados aprovou o PL 2.336 de 2021, que altera as regras para venda de direitos de transmissão de partidas de futebol.

A proposta é do governo federal e pode prejudicar a Rede Globo, que hoje domina esse mercado no Brasil. O projeto determina que o clube mandante tenha o direito de negociar sozinho os direitos de transmissão das partidas. Atualmente essa negociação precisa incluir o clube visitante.

A excessão seria a partida sem mandante definida, em campo neutro. Nesse caso seria necessário acordo entre os 2 clubes.

Clubes como Flamengo, Palmeiras, Cruzeiro e outros das séries A e B pressionaram deputados nos últimos dias pela aprovação da proposta. Afirmam que essa mudança nas regras aumentará a concorrência pela compra dos direitos.

A proposta foi aprovada por 432 votos a 17 e duas abstenções. O relator foi o deputado Júlio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF). Ainda falta análise dos destaques –trechos deliberados separadamente.

Isso significa que ainda pode haver alterações na Câmara. Depois, segue para o Senado. Para vigorar precisa do ok dos senadores e de sanção presidencial.

A proposta foi aprovada em regime de urgência. Trata-se de uma forma de tramitação expressa, que dispensa análise prévia das comissões.

O projeto original do governo, além de dar mais poder ao clube mandante, também incluía árbitros e treinadores no rateio de parte dos recursos de direitos de transmissão e permitia que empresas de rádio e TV particionassem e estampassem suas marcas nas camisas de clubes. Esses trechos, porém, foram retirados da proposta.

Houve um caso em que o Vasco da Gama, em 2001, exibiu gratuitamente a logomarca do SBT, principal concorrente da TV Globo, como provocação.

O dirigente do clube carioca era Eurico Miranda, que fazia diversas críticas à emissora que tinha os direitos de exibição dos jogos.

O projeto é derivado da MP (medida provisória) 984 de 2020. A medida mudava as regras para transmissão de eventos esportivos e poderia prejudicar a TV Globo, com quem o presidente da República, Jair Bolsonaro, vive em atrito.

O então presidente da Câmara, Rodrigo Maia (sem partido-RJ), deixou o prazo de validade do texto expirar sem que o projeto fosse votado.

“Hoje os clubes têm 50% de um produto, quando você tem 50% de alguma coisa, não tem nada para vender“, disse ao Poder360 o diretor de Marketing do Palmeiras, Roberto Trinas. Ele chama o projeto de “PL do futebol livre”.

“Quando você tem 100% do produto, por menor que seja seu porte, você tem algo para vender”. Segundo ele, não haverá desrespeito aos contratos vigentes, assinados com a regra que inclui o visitante. “Se o Palmeiras tem contratos até 2024, serão cumpridos”, disse.

Os clubes, caso essa regra seja aprovada, terão mais facilidade para organizar suas próprias transmissões de jogos, por exemplo.

The post Câmara aprova Lei do Mandante, projeto que pode prejudicar Globo nas transmissões de futebol appeared first on Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Câmara aprova Lei do Mandante, projeto que pode prejudicar Globo nas transmissões de futebol
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Bolsonaro diz que ‘Vice é igual cunhado: você casa e tem que aturar’, sobre Mourão

Durante a entrevista, o presidente foi questionado sobre como será a escolha para o candidato …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *