Página Inicial / Últimas / Amazon custeará aborto de funcionárias nos EUA

Amazon custeará aborto de funcionárias nos EUA

Empresa pagará até US$ 4.000 para custear procedimentos

Amazon anunciou que pagará as despesas de viagem anualmente para “tratamentos médicos sem risco de vida, incluindo abortos”, a funcionárias da empresa que tiverem de sair de seu estado para realizar o procedimento. A decisão segue a uma tendência de empresas que decidiram confrontar leis de estados americanos — geralmente governados por republicanos — que proíbem a interrupção da gravidez.

Segunda maior empregadora dos Estados Unidos, a empresa informou que pagará às suas funcionárias até US$ 4.000 para ajudar nos custeios dos procedimentos, de acordo com a “Reuters”.

A decisão da Amazon segue as medidas adotadas anteriormente pelo banco americano Citigroup, pelo Match Group (proprietária do Tinder) e pela Yelp, entre outras empresas, que decidiram apoiar o aborto e enfrentar leis estaduais que restringem o acesso ao aborto, ajudando as funcionárias a contorná-las.

Ele mostra como as empresas estão ansiosas para reter e atrair talentos em locais que permanecem importantes para suas operações, apesar das mudanças legais que afetam a saúde dos funcionários.

Até o fim de junho, a Suprema Corte dos EUA deve decidir um caso que pode dar à ala conservadora do parlamento americano a chance de alterar a regras de direito ao aborto, já liberado em alguns estados, ou até mesmo derrubar a decisão, que vigora desde 1973. Alguns dos estados americanos, como Oklahoma e Alabama, têm leis destinadas a limitar o acesso ao aborto e endureceriam a legislação caso a medida seja aprovada.

O novo benefício da Amazon, com efeito retroativo a 1º de janeiro, se aplica se os procedimentos não estiverem disponíveis em um raio de 161 km da casa da funcionária e o atendimento virtual não for possível, segundo comunicado da empresa. O benefício está aberto a funcionárias dos EUA, ou a dependentes cobertas por dois planos de saúde, Premera ou Aetna, independentemente de trabalharem em um escritório corporativo ou em um depósito.

Os reembolsos anunciados não são específicos para o aborto. Eles fornecem outros tratamentos considerados não fatais, como cardiologia, terapias genéticas celulares e serviços de transtorno de abuso de substâncias. Separadamente, a Amazon oferece até US$ 10.000 em reembolsos anuais de viagem para problemas que envolvam risco de vida.

The post Amazon custeará aborto de funcionárias nos EUA appeared first on Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Amazon custeará aborto de funcionárias nos EUA
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Haroldo Azevedo desiste da candidatura ao governo do RN, diz blog

O empresário Haroldo Azevedo desistiu de ser candidato ao governo do estado, segundo o blog …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *