segunda-feira ,26 fevereiro 2024
Página Inicial / Últimas / Polêmica: 35 entidades criticam o governo Lula por causa de Medida Provisória

Polêmica: 35 entidades criticam o governo Lula por causa de Medida Provisória

A publicação da Medida Provisória que revoga o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse) gerou polêmica entre 35 entidades, as quais classificaram como “equivocados” os argumentos utilizados pelo Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para explicar o texto. Representantes do setor de cultura, entretenimento e turismo divulgaram comunicado alegando que a massa ignorou os benefícios sociais e fiscais elevados pela lei.

Em nota, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) disse que o governo cometeu um “equívoco” ao reformar, sem diálogo prévio com o setor produtivo, a decisão do Congresso que prorrogava a desoneração da folha. “Este caminho para buscar o equilíbrio das contas públicas é absolutamente inapropriado tanto pela forma quanto pelo desrespeito à autonomia legislativa”, comentou a Fiesp.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) também criticou a medida, afirmando que ela retira uma importante conquista, que representaria economia de R$ 11 bilhões ao ano para os orçamentos municipais. A entidade afirma que estuda medidas e irá pressionar o governo por respostas.

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) disse ser lamentável que, para atingir a meta de zerar o déficit das contas públicas, mais uma vez, o governo onere o setor produtivo e não dirija o foco na redução e na melhoria da eficiência dos gastos públicos.

Para o Sindicato da Indústria da Construção do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP), o simples anúncio da MP no mesmo dia da promulgação da lei que estendeu até 2027 a desoneração desrespeitou o Legislativo e trouxe insegurança. A entidade diz que a medida vai afetar o próprio governo federal nas obras públicas de infraestrutura e habitação.

As entidades representativas dos setores produtivo e cultural argumentam que a reoneração da folha de pagamentos vai gerar aumento de custos, prejudicar a competitividade das empresas e ameaçar a geração de empregos.

O manifesto conta com a assinatura das seguintes entidades:

Abav – Associação Brasileira de Agências de Viagens
Abeform – Associação Brasileira das Empresas de Formaturas
Aboec Brasil – Associação Brasileira de Empresas de Eventos
Abeta – Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura
Abih – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis
Abrace – Associação Brasileira de Cenografia e Estandes
Abraceo – Associação Brasileira dos Organizadores de Corridas de Rua e Esportes Outdoor
Abracorp – Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas
Abrafesta – Associação Brasileira de Eventos
Abrape – Associação Brasileira dos Promotores de Eventos
Abraplex – Associação Brasileira das Empresas Exibidoras Cinematográficas Operadoras de Multiplex
Academia – Academia Brasileira de Eventos e Turismo
Adibra – Associação de Parques e Atrações
Adit Brasil – Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil
Agepes – Associação Gaúcha de Empresas e Profissionais de Eventos
Air Tkt – Associação Brasileira dos Consolidadores de Passagens Aéreas e Serviços de Viagens
Alagev – Associação Latino-Americana de Gestão de Eventos e Viagens Corporativas
Ampro – Associação de Marketing Promocional
Anafima – Associação Nacional da Indústria da Música
Anppe – Associação Nacional dos Profissionais de Produção de Eventos
Apresenta Rio – Associação dos Promotores de Eventos do Setor de Entretenimento e Afins do Estado do Rio de Janeiro
Blta – Associação Brasileira de Viagens de Luxo
Braztoa – Associação Brasileira das Operadoras de Turismo
Clia – Associação Internacional de Empresas de Cruzeiros
Fbha – Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação
Fohb – Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil
Ifea – Associação Internacional de Festivais e Eventos
Resorts Brasil – Associação Brasileira de Resorts
Sinaprem – Sindicato Nacional de Empresas de Agenciamento e de Produções de Eventos Artísticos Musicais e Similares
Sindepat – Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas
Sindimusica – Sindicato das Indústrias de Instrumentos Musicais do Estado de São Paulo
Sindiprom – Sindicato de Empresas de Promoção, Organização e Montagem de Feiras, Congressos e Eventos
Skal Internacional São Paulo – Associação Internacional dos Profissionais de Turismo
Ubrafe – União Brasileira dos Promotores de Feiras
Unedestinos – União Nacional de CVBx e Entidades de Destinos

Fonte: Gazeta Brasil.

O post Polêmica: 35 entidades criticam o governo Lula por causa de Medida Provisória apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Polêmica: 35 entidades criticam o governo Lula por causa de Medida Provisória
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Bolsonaro se reuniu com Temer para alinhar discurso de ato na Paulista, diz site

Daniel Ferreira/Metrópoles Após reunião com Bolsonaro, Temer procurou ministros do STF para afiançar que ex-presidente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *