Página Inicial / Últimas / Maduro bane da Venezuela o escritório de Direitos Humanos da ONU

Maduro bane da Venezuela o escritório de Direitos Humanos da ONU

Carlos Becerra/Getty Images

Chanceler venezuelano diz que Alto Comissariado em Caracas ‘instrumentalizou’ seu trabalho contra o Executivo

O governo de Nicolás Maduro, líder da Venezuela, anunciou nesta quinta-feira, 15, que vai suspender as atividades do Alto Comissariado para os Direitos Humanos das Nações Unidas em Caracas, dando um ultimato aos seus 13 funcionários, lá desde 2019, para abandonarem o país em 72 horas. A justificativa é que o órgão “instrumentalizou” seu trabalho contra o Executivo.

“Esta decisão foi tomada devido ao papel inadequado que esta instituição desenvolveu, que, longe de a mostrar como uma entidade imparcial, a levou a tornar-se o escritório privado de advocacia do grupo de golpistas e terroristas que conspiram constantemente contra o país”, disse Yvan Gil, o chanceler venezuelano.

Além de suspender as atividades do Alto Comissariado, o governo Maduro indicou que irá realizar uma “revisão abrangente dos termos de cooperação” acordados com o órgão nos próximos 30 dias.

O que diz a Venezuela

Gil esclareceu que a decisão será mantida “até que [o escritório] retifique publicamente, perante a comunidade internacional, a sua atitude colonialista, abusiva e violadora da Carta das Nações Unidas”.

Segundo ele, desde 2019, o gabinete “tem mantido uma posição claramente tendenciosa e parcial, procurando constantemente a impunidade para as pessoas envolvidas em diversas tentativas de assassinato, golpes de estado, conspirações e outros ataques graves contra a soberania e a constituição”.

Quase ironicamente, o chanceler disse que o país tem “disponibilidade para continuar cooperando com os mecanismos internacionais de proteção dos direitos humanos, sempre com base num diálogo genuíno e na estrita observância dos princípios da objetividade, da não seletividade, da imparcialidade, do respeito pela soberania e da não ingerência nos assuntos internos”.

Abusos a direitos

A decisão ocorreu um dia depois do relator especial das Nações Unidas para o direito à alimentação, Michael Fakhri, acusar o governo venezuelano de impedi-lo de visitar centros de detenção. Além disso, disse que as autoridades mudaram constantemente a sua agenda durante a sua visita de duas semanas ao país, que terminou na quarta-feira 14.

Depois do anúncio, a ONG Provea, que defende os direitos humanos na Venezuela, manifestou repúdio no X, antigo Twitter.

“Esta medida aumenta a falta de proteção das vítimas diante de abusos e tenta impedir o escrutínio dos órgãos de proteção internacional face às graves violações de direitos humanos que são cometidas diariamente no país”, disse a ONG.

Veja

O post Maduro bane da Venezuela o escritório de Direitos Humanos da ONU apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Maduro bane da Venezuela o escritório de Direitos Humanos da ONU
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Avança no Congresso projeto que tira sigilo dos dados de pedófilos

Marcello Casal/Agência Brasil) Projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *