Página Inicial / Últimas / A FAB emite nota em que rebate site sobre saída da Brigadeiro Ana Paola: “ela pediu reserva”

A FAB emite nota em que rebate site sobre saída da Brigadeiro Ana Paola: “ela pediu reserva”

foto: Divulgação/ Ministério da Defesa

Após a publicação de uma matéria no portal Metrópoles, a Força Aérea Brasileira (FAB) emitiu uma nota para esclarecer e rebater as informações veiculadas. Segundo a FAB, a Brigadeiro Médica Ana Paola Brasil Medeiros solicitou reserva remunerada após 30 anos de serviços à instituição, o que resultou na sua exoneração ex-officio do cargo de Diretora Técnica de Ensino e Pesquisa do Hospital das Forças Armadas (HFA).

A nota da FAB ressalta a carreira exemplar da Brigadeiro Ana Paola, destacando seu comprometimento, disciplina e amor à profissão militar. Além disso, a FAB enfatiza que a militar ocupou cargos de direção no Hospital de Força Aérea de Brasília (HFAB) e no Instituto de Medicina Aeroespacial Brigadeiro Médico Roberto Teixeira (IMAE), e também foi a segunda mulher na história da Força Aérea a ser promovida ao generalato.

A FAB contesta a sugestão feita pela matéria do portal Metrópoles, de que a exoneração da Diretoria Técnica do HFA estaria relacionada à entrega de uma moeda representativa de sua Organização Militar, sem valor financeiro, ao então Presidente da República. Segundo a FAB, esse ato, de acordo com a instituição, é tradicional e comum entre os integrantes das Forças Armadas em todo o mundo, e ocorreu por iniciativa pessoal da militar em 2022.

Diante das informações apresentadas, a FAB busca esclarecer os eventos que levaram à exoneração da Brigadeiro Ana Paola e desmentir qualquer relação entre o ato tradicional e a sua saída do cargo no HFA.

SEGUE NOTA

A Força Aérea Brasileira (FAB) esclarece que a Brigadeiro Médica Ana Paola Brasil Medeiros solicitou reserva remunerada, após 30 anos de dedicados serviços à instituição. Procedimento processual subsequente, houve a exoneração ex-officio da militar do cargo de Diretora Técnica de Ensino e Pesquisa do Hospital das Forças Armadas (HFA).

A FAB destaca que a Brigadeiro Ana Paola possui uma carreira exemplar, pautada no comprometimento, disciplina e amor à profissão militar, tendo sido a segunda mulher da história da Força Aérea a ser promovida ao generalato. Importante ressaltar que a militar ocupou cargos de direção no Hospital de Força Aérea de Brasília (HFAB) e no Instituto de Medicina Aeroespacial Brigadeiro Médico Roberto Teixeira (IMAE).

Diferentemente do que sugere a matéria do portal Metrópoles, a exoneração da Diretoria Técnica do HFA não possui qualquer relação com a entrega de uma moeda representativa de sua Organização Militar, sem valor financeiro, ao então Presidente da República. O ato, tradicional e comum entre os integrantes das Forças Armadas em todo o mundo, ocorreu por iniciativa pessoal, em 2022.

O post A FAB emite nota em que rebate site sobre saída da Brigadeiro Ana Paola: “ela pediu reserva” apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:A FAB emite nota em que rebate site sobre saída da Brigadeiro Ana Paola: “ela pediu reserva”
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Avança no Congresso projeto que tira sigilo dos dados de pedófilos

Marcello Casal/Agência Brasil) Projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *