Página Inicial / Últimas / Filho de Lula perde processo e vai pagar R$ 16 mil a advogados da revista Veja

Filho de Lula perde processo e vai pagar R$ 16 mil a advogados da revista Veja

foto: divulgação PT

A Justiça paulista determinou que o biólogo Fábio Luis Lula da Silva, filho do presidente Lula, pague cerca de R$ 16 mil em honorários aos advogados da revista Veja.

O filho de Lula perdeu o processo em todas as instâncias e não tem mais como recorrer em relação ao mérito. A ação já transitou em julgado.

A ordem de pagamento foi dada pela juíza Andrea Ferraz Musa, em um processo aberto pelo filho do presidente contra a revista em 2006.

Naquele ano, a Veja publicou uma reportagem de capa com o título “O Ronaldinho de Lula”, na qual tratava da trajetória profissional de Fábio Luis. Dizia que o biólogo, que trabalhara como monitor no zoológico de São Paulo, obtivera uma grande ascensão após a eleição de Lula em 2002, comparando-o com o jogador de futebol Ronaldo Nazário, campeão do mundo pela seleção brasileira.

A reportagem citava um aporte de R$ 5,2 milhões que a Telemar, então maior empresa de telefonia do país, havia feito em uma produtora (a Gamecorp) da qual o filho de Lula tornara-se sócio após a eleição.

O filho do presidente disse, na ação, que a revista o havia “envolvido em um cenário de lobby, corrupção e tráfico de influência de forma irresponsável e baseada em afirmações inverídicas e caluniosas”.

“A matéria maculou a boa imagem e os atributos conquistados pelo autor [do processo] com o seu próprio trabalho e dedicação”, afirmaram à Justiça os advogados que representavam Fábio Luis, entre os quais Cristiano Zanin Martins —hoje ministro do Supremo Tribunal Federal, indicado ao cargo no ano passado pelo presidente Lula.

“A condição de brilhante profissional de Fábio Luis não foi preservada pela revista, que preferiu desqualificá-lo.”

A Veja se defendeu no processo argumentando que a reportagem foi feita com base em dados objetivos e reais e que a comparação de Fábio Luis com Ronaldo havia sido feita pelo próprio presidente, durante uma entrevista. A defesa da revista foi feita pelos advogados Lourival José Dos Santos e André Marsiglia Santos.Continua após a publicidade

A Justiça considerou que a reportagem não cometeu abuso e que apenas “buscou informar seus leitores sobre assunto de relevante interesse público”.

O filho de Lula tem 15 dias para fazer o pagamento.

UOL

O post Filho de Lula perde processo e vai pagar R$ 16 mil a advogados da revista Veja apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Filho de Lula perde processo e vai pagar R$ 16 mil a advogados da revista Veja
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Avança no Congresso projeto que tira sigilo dos dados de pedófilos

Marcello Casal/Agência Brasil) Projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *