Página Inicial / Últimas / Diretora do FMI rasga elogios às políticas econômicas do Brasil durante o governo Bolsonaro e diz que Banco Central tomou as medidas corretas

Diretora do FMI rasga elogios às políticas econômicas do Brasil durante o governo Bolsonaro e diz que Banco Central tomou as medidas corretas

17/01/2024REUTERS/Denis Balibouse

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, elogiou a condução da política monetária do Brasil pelo Banco Central (BC). Georgieva destacou a atuação da instituição ao se antecipar e elevar a taxa Selic durante a pandemia.

“A resposta precoce e resoluta do Brasil ao aumento da inflação durante a pandemia é um bom exemplo de como a formulação ágil de políticas pode compensar. O Banco Central do Brasil foi um dos primeiros bancos centrais a aumentar a sua taxa de juros e depois a afrouxar a política à medida que a inflação voltava a atingir o seu intervalo-alvo”, escreveu a diretora-gerente em um texto para o blog do FMI.

O Banco Central iniciou o ciclo de aperto monetário em 2021, quando a taxa básica estava em 2% ao ano. A partir daí, os juros subiram consecutivamente até alcançar, em agosto de 2022, o patamar de 13,75% ao ano.

Já o ciclo de cortes foi iniciado em agosto do ano passado e, atualmente, a taxa está a 11,25% ao ano. Para este ano, a expectativa do mercado financeiro é de que a Selic encerre o período a 9,0%.

Além da política monetária, Georgieva também citou a reforma tributária, medida que elogiou em caracterizou como “histórica”.

“É também vital que os países continuem a fazer progressos importantes no aumento das receitas e na eliminação de ineficiências. O Brasil demonstrou liderança nesta área com a sua histórica reforma do Imposto Sobre Valor Agregado (IVA)”, escreveu.

O texto da reforma foi aprovado em dezembro do ano passado pela Câmara dos Deputados com o principal objetivo de simplificar o sistema tributário brasileiro. Para isso, o texto estabelece que todos os produtos e serviços vendidos no país terão um imposto federal unificado por meio de um “IVA dual”.

O novo imposto une IPI, PIS e Cofins em uma tributação federal e outra estadual e municipal, que unificaria ICMS e ISS.

Ao comentar sobre as contas públicas, a diretora do fundo entende que, esforços para reduzir as dívidas e os déficits, “devem basear-se em planos orçamentais críveis a médio prazo”.

Georgieva avalia que planos do tipo devem incluir medidas para minimizar o impacto nas famílias pobres e vulneráveis, ao mesmo tempo que garante os investimentos prioritários.

Encontro do G20

Georgieva é uma das autoridades que participará da reunião do G20 em São Paulo esta semana. Hoje teve início o Fórum Brasileiro de Finanças Climáticas, evento oficial do G20 Social e que antecede a reunião de representantes do grupo das 20 maiores economias.

A diretora fez um apelo, dizendo que o G20 tem uma oportunidade importante de mudar o foco do combate a choques sucessivos para uma agenda de médio prazo que apoie o crescimento.

Com a expectativa de que o crescimento global chegue a 3,1% em 2024, a queda da inflação e a resiliência dos mercados de trabalho, a avaliação dela é que as autoridades podem se concentrar na reconstrução de amortecedores fiscais contra choques futuros.

CNN

O post Diretora do FMI rasga elogios às políticas econômicas do Brasil durante o governo Bolsonaro e diz que Banco Central tomou as medidas corretas apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Diretora do FMI rasga elogios às políticas econômicas do Brasil durante o governo Bolsonaro e diz que Banco Central tomou as medidas corretas
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Avança no Congresso projeto que tira sigilo dos dados de pedófilos

Marcello Casal/Agência Brasil) Projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *