Página Inicial / Últimas / Promotor-geral de Manhattan pede ordem de silêncio contra Trump em caso criminal antes do julgamento

Promotor-geral de Manhattan pede ordem de silêncio contra Trump em caso criminal antes do julgamento

foto: AFP

Se aprovada, ordem impediria ex-presidente dos EUA a ‘fazer ou instruir outras pessoas a fazer’ declarações sobre testemunhas a respeito de seu papel no caso

Ao delinear uma ordem de silêncio elaborada de forma restrita, o escritório do procurador-geral distrital de Manhattan, Alvin Bragg, seguiu de perto os termos de uma ordem semelhante mantida por um tribunal federal de recursos em Washington em outro caso criminal de Trump. 

Se o juiz aprová-la, a ordem de silêncio no caso de Manhattan impediria Trump de “fazer ou instruir outras pessoas a fazer” declarações sobre testemunhas a respeito de seu papel no caso. Bragg também pediu que Trump fosse impedido de comentar sobre os promotores do caso, bem como sobre os membros da equipe do tribunal. 

Bragg quer que o juiz, Juan Merchan, também proteja os jurados. Seus promotores pediram que Trump fosse impedido de revelar publicamente suas identidades. E embora o ex-presidente e sua equipe jurídica possam saber os nomes deles, pediu que seus endereços fossem mantidos em segredo. 

Ex-presidente Trump se apresenta à Justiça por acusação criminal

Trump será indiciado, após uma acusação de um grande júri que ouviu evidências sobre dinheiro pago à estrela de cinema adulto Stormy Daniels antes da eleição presidencial de 2016 — Foto: Photo by Bryan R. Smith / AFP

O ex-presidente americano foi denunciado pelo suposto pagamento US$ 130 mil (R$ 667 mil) em propina à atriz pornô Stormy Daniels em 2016

O processo criminal de Manhattan foi o primeiro das quatro ações contra Trump a ser registrado. No ano passado, a promotoria acusou Trump de 34 crimes, dizendo que ele havia orquestrado o encobrimento de um possível escândalo sexual com uma estrela pornô que poderia ter prejudicado sua campanha presidencial de 2016. O julgamento está programado para começar em 25 de março. 

Os advogados de Trump provavelmente se oporão à ordem de silêncio e poderão recorrer se o juiz Merchan a adotar. 

O ex-presidente tem se divertido com os ataques públicos ao seu ex-conselheiro Michael Cohen, que agora é uma das principais testemunhas de Bragg. Cohen pagou US$ 130 mil (cerca de R$ 650 mil) em suborno à estrela pornô Stormy Daniels para silenciar sua história de um caso extraconjugal com Trump e foi posteriormente reembolsado pelo ex-presidente. 

Em sua própria petição nesta segunda-feira, a equipe de defesa de Trump pediu que o juiz impedisse Cohen de testemunhar. 

“Michael Cohen é um mentiroso”, escreveram os advogados do ex-presidente, acusando-o de perjúrio no julgamento de fraude civil de Trump e dizendo que suas declarações públicas indicavam que ele planejava mentir novamente — apesar de o juiz do caso de fraude civil ter concluído que ele tinha sido confiável e “dito a verdade”. 

“À medida que a data de 25 de março se aproxima, Donald e sua equipe jurídica de desajustados tentarão inventar novas maneiras de atrasar esse caso”, rebateu Cohen rebateu também nesta segunda-feira, em uma mensagem de texto.

O post Promotor-geral de Manhattan pede ordem de silêncio contra Trump em caso criminal antes do julgamento apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Promotor-geral de Manhattan pede ordem de silêncio contra Trump em caso criminal antes do julgamento
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Avança no Congresso projeto que tira sigilo dos dados de pedófilos

Marcello Casal/Agência Brasil) Projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *