Página Inicial / Últimas / Vereador consegue assinaturas para CPI contra padre Júlio Lancellotti

Vereador consegue assinaturas para CPI contra padre Júlio Lancellotti

foto: Eduardo Knapp – 11.jan.2024/Folhapress

Com apoio de 19 parlamentares, Rubinho Nunes protocolou requerimento de pedido da Comissão

O vereador de São Paulo Rubinho Nunes (União Brasil) obteve as 19 assinaturas necessárias para protocolar a CPI(Comissão de Inquérito Parlamentar) para apurar violações contra a dignidade humana, sobretudo crimes sexuais, assédio e abusos contra pessoas em situação de rua.

O parlamentar fez o anúncio na tribuna da Câmara Municipal de São Paulo na tarde desta quarta-feira (13). Rubinho, que foi um dos fundadores do MBL (Movimento Brasil Livre), disse que o requerimento para a abertura da comissão já foi protocolado no sistema da Casa.

Como mostrou a Folha, o vereador alterou a proposta, que inicialmente seria para investigar as ONGs que atuam na região da cracolândia, no centro de São Paulo. Agora, a comissão mira de forma ainda mais direta o padre Júlio Lancellotti.

O próximo passo é levar o pedido para votação no plenário da Casa —nessa fase serão necessárias 28 assinaturas, a maioria absoluta dos vereadores, para aprovar o requerimento de urgência, que fura a fila na sessão plenária e agiliza a votação. A abertura da CPI depende da articulação do presidente da Câmara, Milton Leite (União Brasil).

Lancelotti é responsável pela paróquia São Miguel Arcanjo, na Mooca (zona leste) e coordenador da Pastoral do Povo da Rua.

Com a abordagem mais ampla, o novo texto da CPI não faz menção somente a ONGs e abre caminho para a investigação de Lancellotti, mesmo que desde o início o pároco fosse considerado um alvo implícito da medida.

Com a mudança no escopo, o texto de Nunes “requer a criação e instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito com a finalidade de apurar violação à dignidade da pessoa humana, em especial crimes contra a liberdade sexual, assédio moral, sexual, psicológico e abusos congêneres cometidos contra pessoas em situação de rua, vulnerabilidade e drogadição no município de São Paulo”.

O texto foi ajustado, segundo o autor do pedido, para que a comissão tenha segurança jurídica para investigar supostos crimes sexuais praticados por quem atua com pessoas vulneráveis. Segundo Nunes, há dois “depoimentos contundentes” contra o padre, que nega as acusações.

Nunes e Leite compartilharam entre os vereadores um vídeo no qual mostra um homem se masturbando durante uma conversa pela internet. O material não tem autenticidade comprovada. Lancellotti diz se tratar de conteúdo adulterado.

Este vídeo também foi compartilhado em 2020, quando Arthur do Val, então candidato à Prefeitura de São Paulo, fez denúncia à Igreja Católica. Na ocasião, a igreja arquivou a investigação.

Em fevereiro deste ano, a Arquidiocese informou que abriu nova investigação para apurar a conduta do pároco após tomar conhecimento de um “suposto novo fato de abuso sexual”.

O padre sempre rebateu as acusações e disse, em nota, que “as imputações surgidas recentemente —assim como aquelas que sobrevieram no passado— são completamente falsas, inverídicas” e que ele tem “plena fé que as apurações conduzidas pela Arquidiocese esclarecerão a verdade dos fatos”.

Folha de SP

O post Vereador consegue assinaturas para CPI contra padre Júlio Lancellotti apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Vereador consegue assinaturas para CPI contra padre Júlio Lancellotti
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Avança no Congresso projeto que tira sigilo dos dados de pedófilos

Marcello Casal/Agência Brasil) Projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *