Página Inicial / Últimas / Venezuela: Maduro cerca embaixada da Argentina em Caracas

Venezuela: Maduro cerca embaixada da Argentina em Caracas

foto: Reprodução

Residência oficial da missão argentina na Venezuela, onde estão abrigados 6 asilados, está com fornecimento de luz e água cortados

O regime de Nicolás Maduro, na Venezuela, cerca a embaixada da Argentina no país desde segunda-feira, 15 de março. O motivo é o asilo a seis membros da oposição venezuelana, anunciado pelo governo argentino na noite de terça, 16.

A residência oficial da missão argentina, onde estão abrigados os asilados, está com fornecimento de luz e água cortados.

“A República Argentina manifesta a sua preocupação pelo incidente ocorrido ontem, que resultou na interrupção do fornecimento de energia elétrica à residência oficial em Caracas, e alerta o governo da Venezuela sobre qualquer ação deliberada que coloque em risco a segurança do pessoal diplomático”, diz a nota oficial da Casa Rosada, publicada na terça.

Quem são os asilados na residência oficial da embaixada Argentina?

O governo argentino não identificou quem são os asilados.

Segundo relatos próprios repercutidos na imprensa, os seis venezuelanos são Pedro Urruchurtu, Magalí Meda, Claudia Macero, Humberto Villalobos e Omar González, além de uma pessoa ainda não identificada.

Todos os nomeados trabalharam para a campanha da líder da oposição, María Corina Machado, ou são ligados ao partido dela, o Vente Venezuela.

Quem protege os asilados na residência oficial da embaixada Argentina?

A situação deles se agrava ainda mais pelo fato de estarem refugiados na residência oficial da missão argentina.

Situada em um bairro distinto ao do prédio principal da embaixada, a residência não está sob a proteção de guardas argentinos, mas sim da venezuelana.

Segundo o jornal argentino El Clarín, o local está custodiado por “dois jovens da guarda bolivariana”, em referência à Guarda Nacional Venezuelana.

A ministra de Segurança Pública da Argentina, Patricia Bullrich, determinou o envio de dois membros da Guarda Nacional Argentina à Venezuela. Um reforçaria o prédio principal da embaixada e outro, a residência oficial.

Entretanto, esses dois agentes só poderão entrar na Venezuela sob a permissão do regime de Nicolás Maduro, com quem Milei já teve embates em seus cerca de 100 dias de mandato na Casa Rosada.

O Antagonista

O post Venezuela: Maduro cerca embaixada da Argentina em Caracas apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Venezuela: Maduro cerca embaixada da Argentina em Caracas
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Comentarista da GloboNews diz que Lula tem elogiado atuação de Pacheco e que quer fazer ele governador de Minas; VEJA VÍDEO

Em uma reunião de emergência com a equipe política do governo na última sexta-feira (19), …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *