Página Inicial / Últimas / Maduro diz que países fazem “circo” ao criticarem transparência em eleições na Venezuela

Maduro diz que países fazem “circo” ao criticarem transparência em eleições na Venezuela

Nesta segunda-feira (1º), Nicolás Maduro, o presidente da Venezuela, durante uma aparição no programa de televisão estatal chamado Maduro+, rotulou como “circo” a inquietação de outras nações sobre a credibilidade e a clareza das eleições venezuelanas agendadas para 28 de julho.

“Começou o circo, começou a campanha, há nervosismo em Washington, (…) , há nervosismo na direita regional, deixem de ser nervosos”, disse o líder venezuelano durante a transmissão televisiva semanal.

Ainda segundo Maduro, a Venezuela tem um dos sistemas eleitorais mais confiáveis, transparentes e auditados do mundo. Ele acusou os Estados Unidos de liderarem o que chamou de campanha para deslegitimar o sistema venezuelano de votação.

“Na Venezuela, haverá eleições livres, verificadas, garantidas e ponto final”, reforçou Maduro sob aplausos durante o programa na televisão.

Nações como Estados Unidos, Colômbia e Brasil manifestaram inquietação com o progresso do processo eleitoral na Venezuela, após uma adversária de Maduro não conseguir se inscrever como candidata na eleição.

Corina Yoris, porta-voz do principal grupo de oposição ao governo, declarou que foi proibida de se candidatar online e que não conseguiu se registrar, mesmo comparecendo pessoalmente ao Conselho Nacional Eleitoral do país. Ela foi escolhida para concorrer por María Corina Machado, que foi desqualificada pela justiça.

Diante dos obstáculos enfrentados pelas opositoras, o governo brasileiro divulgou uma nota expressando apreensão com a eleição após o término do prazo para inscrição de candidatos. De acordo com a nota do Itamaraty, a barreira à candidatura de Yoris “não está em conformidade com o Acordo de Barbados”. Isso foi uma alusão ao acordo assinado no ano passado que estipula garantias políticas para eleições livres na Venezuela.

Os venezuelanos reagiram ao Brasil afirmando que a nota do Ministério das Relações Exteriores parece ter sido “ditada” pelos Estados Unidos.

Além disso, em março, uma missão da ONU concluiu que houve um recrudescimento da repressão política aos opositores de Maduro na Venezuela, com prisões arbitrárias e desaparecimentos. De acordo com as Nações Unidas, o governo foi responsável por instaurar um “ambiente de medo”. O Palácio Miraflores, sede da presidência venezuelana, alegou que as acusações da ONU são infundadas.

O post Maduro diz que países fazem “circo” ao criticarem transparência em eleições na Venezuela apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Maduro diz que países fazem “circo” ao criticarem transparência em eleições na Venezuela
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Malafaia pede renúncia de comandantes das Forças Armadas; VEJA VÍDEO

foto: Reprodução YouTube O pastor Silas Malafaia, responsável pelo ato em apoio ao ex-presidente Jair …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *