segunda-feira ,20 setembro 2021
Página Inicial / Últimas / Barros ironiza Aziz e o chama de “dono da bola”: “Não quer mais jogar”

Barros ironiza Aziz e o chama de “dono da bola”: “Não quer mais jogar”

Líder do governo nega que tenha mentido em depoimento, diz estar respaldado por documentos e se compromete a voltar à CPI, informa o site Metrópoles

O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) afirmou que, ao suspender o depoimento dele no colegiado, o presidente da CPI da Covid-19, senador Omar Aziz (PSD-AM), agiu como o “dono da bola”. “Ele põe a bola embaixo do braço e decide não jogar mais”, disse o líder do governo federal na Câmara dos Deputados.

A oitiva foi suspensa pelo comando da comissão, após Barros provocar os senadores, dizendo que a CPI estaria afastando o interesse de farmacêuticas em vender vacinas contra Covid-19 ao Brasil. “Espero que a CPI produza efeitos positivos para o Brasil, porque o negativo já produziu muito. Afastou muitas empresas”, declarou, na ocasião.

A fala provocou revolta em alguns senadores. O presidente do colegiado, Omar Aziz, suspendeu a sessão para reavaliar o convite feito para o deputado depor. Após conversar com o vice-presidente, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e com o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), o comando da comissão decidiu retomar a oitiva, mas a encerrou em seguida.

Sobre o gesto do comando da CPI, Barros ironizou: “Eu entendi tudo. O jogo não estava bom, ele [Aziz] é o dono da bola”. O líder do governo afirmou que está respaldado por documentos e se comprometeu a voltar. “Não tenho problema nenhum de vir aqui novamente. Eu virei aqui”, enfatizou.

“Eu estou documentado. Para cada assunto, pedi autorização e mostrava documentos. A narrativa deles é que há corrupção no governo; o fato concreto é que não tem corrupção nenhuma. Estou absolutamente tranquilo quanto às minhas declarações”, prosseguiu.

Barros ainda explicou a fala que irritou senadores. “Existem vacinas nacionais sendo desenvolvidas, laboratórios que têm demanda do mundo inteiro. Esses dois que eu citei – tanto a CanSino quanto a Covaxin – descredenciaram os seus representantes no Brasil e não nomearam outro no lugar. Os laboratórios não venderão vacina aqui, depois que todo mundo tiver vacinado.”

O deputado completou dizendo que será “ótima” a próxima sessão da CPI da Covid. “Se querem me convidar, saibam que é para um embate tão bom quanto foi hoje”, finalizou.

The post Barros ironiza Aziz e o chama de “dono da bola”: “Não quer mais jogar” appeared first on Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Barros ironiza Aziz e o chama de “dono da bola”: “Não quer mais jogar”
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

PSDB do Paraná apoia Eduardo Leite na disputa pelo Planalto

‘Vamos ganhar essas prévias e fazer um belo trabalho no Brasil’, disse o governador gaúcho …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *