Página Inicial / Últimas / ‘Tudo que saiu na imprensa, eu vou exigir que mantenha no relatório’, disse Aziz para Calheiros

‘Tudo que saiu na imprensa, eu vou exigir que mantenha no relatório’, disse Aziz para Calheiros

Nesta segunda-feira (18), o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), demonstrou contrariedade com a divulgação antecipada, sem conhecimento prévio dos demais integrantes da comissão, de trechos do parecer final do relator Renan Calheiros (MDB-AL), informa Gazeta Brasil.

No texto, Renan Calheiros atribui 11 crimes ao presidente Jair Bolsonaro e propõe o indiciamento de 63 pessoas, entre as quais ministros, ex-ministros, filhos do presidente, deputados, médicos e empresários.

A leitura do relatório para os integrantes da comissão está prevista para esta quarta-feira, 20. No dia 26, será votado pela CPI.

Para Aziz, os indiciamentos de Calheiros já divulgados agora devem ser mantidos, sob pena de os demais integrantes da CPI virem a ser acusados de tentar proteger alguém com eventuais mudanças.

“Tudo que saiu na imprensa, volto a repetir, eu vou exigir que ele mantenha no relatório. Porque ele não vai jogar e depois tirar. Vai tirar por quê? Por que o açodamento em vazar?”, indagou Omar Aziz.

O presidente da CPI, porém, afirmou que “não há racha” entre os integrantes da comissão:

“O objetivo é o mesmo. Há uma divergência de encaminhamento. E eu tenho o direito de não ter gostado disso. Até porque o mesmo trabalho que ele teve, eu tive durante seis meses. Todos trabalhamos juntos para construir o relatório”.

“É ruim querer jogar os colegas que estão há seis meses trabalhando nisso… E dizer: ‘Olha, eu quis [os indiciamentos], mas eles não quiseram’. Isso que é ruim […]. Para que não haja nenhum tipo de desconfiança, eu irei votar o relatório [conforme foi divulgado]. E peço para o senador Renan não retirar nada”, acrescentou.

Aziz também demonstrou preocupação com a possibilidade de que alguns indiciamentos propostos pelo relator não tenham o devido embasamento, o que fragilizaria a denúncia e poderia colocar a perder, segundo ele, o trabalho da CPI.

“[Preocupa] você tipificar uma coisa e essa tipificação cair no primeiro momento por falta de conteúdo. E aí colocar tudo a se perder. Esse é meu medo. É quando você faz uma denúncia frágil em cima de uma coisa que você está colocando sem um embasamento técnico e isso cair. Isso que me preocupa”, afirmou.

Aziz disse ainda que “pirotecnia” não condena ninguém, mas não especificou quais possíveis indiciamentos avalia que não deveriam ser levados adiante.

Um dos pontos controversos é a acusação de que o presidente Jair Bolsonaro teria colaborado para genocídio de indígenas.

Para Aziz, a divulgação antecipada dos trechos do relatório deixa os demais integrantes da comissão com a impressão de que nada têm a contribuir. Ele afirmou ainda ser contrário à retirada dos indiciamentos propostos pelo relator, mas disse que a comissão ainda pode fazer acréscimos ao que já foi divulgado.

The post ‘Tudo que saiu na imprensa, eu vou exigir que mantenha no relatório’, disse Aziz para Calheiros appeared first on Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:‘Tudo que saiu na imprensa, eu vou exigir que mantenha no relatório’, disse Aziz para Calheiros
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Arthur Virgílio está perplexo com a quantidade de apoiadores de Bolsonaro no partido, “o PSDB precisa de uma desbolsonarização”

Durante a votação das prévias do PSDB, Arthur Virgílio (foto) se deu por derrotado, afirmou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *