Página Inicial / Últimas / Macron alegou ‘medo de roubo de DNA’ para recusar fazer teste de COVID na Rússia

Macron alegou ‘medo de roubo de DNA’ para recusar fazer teste de COVID na Rússia

Alegação do presidente francês já foi considerada “teoria da conspiração” por agências de fact-checking  

Em visita à Russia nesta semana, o presidente francês, Emmanuel Macron, recusou-se a fazer um teste de covid-19 para encontrar-se com Vladimir Putin. De acordo com a agência Reuters, o motivo alegado foi um possível roubo de DNA pela Inteligência russa.

Graças à recusa de Macron, o encontro no Kremlin ficou marcado por uma gigantesca mesa usada por Putin para se afastar de Macron, durante o tenso momento em que tratativas diplomáticas estão sendo feitas para evitar um confronto armado na Ucrânia.

Nesta reunião de tentativa de aproximação, as fotos que mostraram a distância que separava os dois chefes de Estado viralizaram nas redes sociais. O fator mais curioso é que a alegação de Macron, o possível roubo de DNA, é parecida com algumas justificativas que são tratadas como “teoria da conspiração” por agências de fact-checking e demais órgãos da mídia oficial.

Como resultado da recusa de Macron a fazer um teste PCR, o presidente francês teve de cumprir normas de distanciamento social mais rígidas, reservadas aos não vacinados.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, confirmou que o presidente francês se recusou ao teste, mas que isso geraria a necessidade de uma distância de 6 metros entre Macron e Putin. No entanto, tal fato não atrapalharia as negociações: “Não há política nisso, não interfere nas negociações de forma alguma”, disse Peskov.

Já a comitiva de Macron garantiu que o presidente havia feito um teste de PCR ainda na França e que também teria realizado um teste de antígeno por seu médico particular antes de chegar à Rússia: “Os russos nos disseram que Putin precisava ser mantido em uma bolha de saúde estrita”.

De acordo com o escritório de Macron, o protocolo de saúde russo “não nos parece aceitável ou compatível com nossas restrições diárias”. Mas a preocupação com o possível roubo de DNA pelos russos permaneceu. “Sabíamos muito bem que isso não significava aperto de mão e aquela mesa longa. Mas não podíamos aceitar que eles colocassem as mãos no DNA do presidente.”

Questionados especificamente sobre a questão do DNA, o escritório de Macron explicou: “O presidente tem médicos que definem com ele as regras que são aceitáveis ​​ou não em termos de seu próprio protocolo de saúde”.

A situação é diametralmente oposta ao encontro com o presidente cazaque Kassym-Jomart Tokayev, três dias após o encontro com Macron. No encontro, aconteceu o formal aperto de mãos e apenas uma mesa de centro separava os dois líderes.

The post Macron alegou ‘medo de roubo de DNA’ para recusar fazer teste de COVID na Rússia appeared first on Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Macron alegou ‘medo de roubo de DNA’ para recusar fazer teste de COVID na Rússia
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Fachin: Acatar resultado da eleição é inegociável

Ele também propôs que os espíritos sejam desarmados para que haja paz no processo eleitoral. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *