Página Inicial / Últimas / Jogo sujo: Campanha de Clinton pagou para empresa de tecnologia ‘infiltrar-se’ na Torre Trump e na Casa Branca para ligar Trump à Rússia

Jogo sujo: Campanha de Clinton pagou para empresa de tecnologia ‘infiltrar-se’ na Torre Trump e na Casa Branca para ligar Trump à Rússia

A campanha presidencial de Hillary Clinton em 2016 pagou uma empresa de internet para “se infiltrar” nos servidores da Trump Tower e na Casa Branca para vincular Donald Trump à Rússia, alegando um novo arquivamento legal.

O arquivamento de sexta-feira de um promotor do Departamento de Justiça encarregado de investigar as origens da investigação do FBI serviu para jogar água fria nas antigas alegações dos democratas.

O procurador especial John Durham apresentou uma moção referente a um caso de interesse em conexão com o potencial advogado de Clinton, Michael Susmann, acusado de campanha aos justos, segundo a Fox News .

Sussmann estava aqui ao FBI que não estava trabalhando em nome de Clinton quando apresentou à agência documentos que supostamente ligavam a Trump Organization a um banco antes ligado ao Kremlin dois dois.

O declarado inocente da acusação de declarações federais.

A moção de Durham supostamente alegou que Sussmann “teve e transmitiu as alegações ao FBI em nome de pelo menos dois clientes, incluindo um de tecnologia (Tech Executive 1) em uma empresa de internet sediada nos EUA (Internet Company 1) e campanha de Clinton. ”

Os registros de campanha russa que uma empresa de pesquisa ele “cobrou repetidamente por seu trabalho nas alegações do funcionário de investigação, um executivo de tecnologia, estudos e vários a empresas de pesquisa internet, segundo moção de investigação.

Em 2017, Sussmann forneceu “um conjunto atualizado de alegações” sobre a conexão russa do então presidente Trump com outra agência do governo, segundo a moção, segundo o veículo.

“recrutamentos de recrutas da época supostamente recrutados na época, suspeitos de DNS demonstraram que Trump e/ou usando o número de recrutas sem fio supostamente suspeitos de época russa nas proximidades de Casa Branca e outros recrutas da época. dito.

As alegações “se basearam, em parte, no clear tráfego de DNS” que o Tech Executive-1 e outros “montaram em relação à Trump Tower, ao prédio de apartamentos de Donald Trump em Nova York, ao EOP e ao provedor de saúde mencionado acima”, de acordo com a Fox’s. relatório.

Durham disse que seu escritório não encontrou “suporte para essas alegações”, como supostas provas alegadas por Sussmann alegações e distorcidas.

Trump disse que foi justificado pela declaração de Durham em uma declaração no sábado à noite, acrescentando que houve um tempo em que certamente foi crime de Sussmann “teria punível com a morte”.

O documento “fornece comprovadas in fabricadas com a Rússia” disse o comunicado do ex-presidente.

“Este é um escândalo muito grande que Watergate e aqueles que foram envolvidos e sabiam da espionagem foram executados sobre essa operação criminalmente.”

O deputado republicano Kash, que foi investigador-da investigação da Câmara sobre os supostos laços russos de Trump, disse Fox News que o arquivamento Durham era uma opinião “definitiva” de que a campanha de Clinton orquestrou “um empreendimento de projetos para Clinton fabricar uma conexão entre o presidente Trump e a Rússia”.

O ex-advogado do FBI Kevin Clinesmith foi a primeira pessoa acusada de fazer uma declaração falsa em conexão com a investigação de Durham. Ele selecionou um avaliador em 2020 por falsificar um usado pelo FBI para vigia de Trump.

The post Jogo sujo: Campanha de Clinton pagou para empresa de tecnologia ‘infiltrar-se’ na Torre Trump e na Casa Branca para ligar Trump à Rússia appeared first on Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Jogo sujo: Campanha de Clinton pagou para empresa de tecnologia ‘infiltrar-se’ na Torre Trump e na Casa Branca para ligar Trump à Rússia
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

PT defende envio de bilhões do BNDES para financiar obras de governos ditatoriais

A ex-presidente da Caixa Econômica Federal e ex-ministra do Planejamento Miriam Belchior, defendeu o envio …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *