Página Inicial / Últimas / Ex-premier francês é condenado por emprego fantasma da mulher

Ex-premier francês é condenado por emprego fantasma da mulher

Foto: Thomas Samson

Escândalo remonta a janeiro de 2017, quando jornal semanal revelou o “Penelopegate” em plena campanha eleitoral presidencial

A Justiça francesa condenou o ex-primeiro-ministro François Fillon a um ano de prisão, nesta segunda-feira, pelo emprego fantasma criado para sua mulher como assistente parlamentar, na época em que era deputado.

O ex-chefe de governo (2007-2012) foi condenado a quatro anos de prisão, um deles obrigatório; a pagar uma multa de 375 mil euros (em torno de US$ 400 mil); e a dez anos de inelegibilidade.

Já sua mulher, Penelope Fillon, foi condenada pelo Tribunal de Apelações de Paris a dois anos de prisão com suspensão da pena, 375 mil euros em multa e dois anos de inelegibilidade.

O suplente de Fillon, Marc Joulaud, por sua vez, foi condenado a três anos de prisão com suspensão da pena e a cinco anos de inelegibilidade.

Fillon, de 68 anos, Penelope, de 66, e o terceiro réu, de 54, não compareceram à leitura da sentença. Desde o início do processo, o casal nega ter cometido qualquer irregularidade. Os acusados ainda podem recorrer da decisão.

O escândalo remonta a janeiro de 2017, quando o jornal semanal Le Canard enchaîné revelou o “Penelopegate” em plena campanha eleitoral presidencial. A notícia levou à abertura de uma investigação.

Então grande favorito nas pesquisas como exemplo de integridade, Fillon foi indiciado seis semanas antes do primeiro turno e não conseguiu chegar ao segundo. Acabou deixando de vez a política.

Entre 1998 e 2013, sua mulher recebeu um total de 612 mil euros como assistente parlamentar do marido quando ele era deputado e, depois, de seu suplente. Segundo a acusação, Penelope nunca exerceu a função.

Em primeira instância, em junho de 2020, Fillon foi condenado a cinco anos de prisão — dois deles de cumprimento obrigatório — e sua esposa a três anos de prisão com suspensão da pena.

Constituída como parte civil no processo, a Assembleia Nacional obteve, até o momento, uma indenização de cerca de 800 mil euros por perdas e danos.

The post Ex-premier francês é condenado por emprego fantasma da mulher appeared first on Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Ex-premier francês é condenado por emprego fantasma da mulher
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Haroldo Azevedo desiste da candidatura ao governo do RN, diz blog

O empresário Haroldo Azevedo desistiu de ser candidato ao governo do estado, segundo o blog …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *