Página Inicial / Últimas / Polícia encontra duas armas e R$ 148 mil em casa de deputada suspeita de ter ligação com a milícia

Polícia encontra duas armas e R$ 148 mil em casa de deputada suspeita de ter ligação com a milícia

Foto: Divulgação/Alerj

Agentes da Polícia Federal (PF) e promotores do Ministério Público do Rio de Janeiro encontraram e apreenderam duas pistolas calibre 22 e R$ 148 mil em dinheiro na casa da deputada estadual Lúcia Helena Pinto de Barros, conhecida como Lucinha (PSD), nesta segunda-feira, 18.

Mais cedo, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro afastou Lucinha por tempo indeterminado por suspeita de ligação com a milícia de Luis Anônio da Silva Braga, conhecido como Zinho. Acusado de diversos crimes, o milicano está foragido.

A milícia de Zinho é uma das mais poderosas e violentas do Rio de Janeiro. Ela atua na região de Campo Grande e Santa Cruz, na zona oeste do Rio. Para as investigações, Lucinha é o braço político da milícia.

Lucinha só não foi presa por ser deputada

deputada milícia 2
Lucinha foi alvo da Operação Batismo, da Polícia Federal (PF) e da Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) | Foto: Divulgação/Alerj

A ação de hoje faz parte da Operação Batismo, da Polícia Federal (PF) e da Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ). Os agentes cumpriram mandados de busca e apreensão na casa e no gabinete de Lucinha, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Os policiais não encontraram apenas armas e dinheiro na casa da deputada investigada por supostas ligações com a milícia. Eles também apreenderam pen drives, notebooks e documentos em seu gabinete.

Lucinha não foi presa nesta segunda por ser deputada, já que a lei garante que parlamentares só podem ser presos por crime flagrante e inafiançável. A parlamentar foi ouvida e liberada pelos policiais.

As investigações apontaram que Lucinha é chamada de “madrinha” pelos milicianos. A Justiça do Rio de Janeiro expediu oito mandados de busca e apreensão contra ela. Além de Lucinha, uma de suas funcionárias, Ariane Afonso de Lima, também está foragida.

A Justiça também proibiu Lucinha de frequentar as sedes da Alerj, tanto no Palácio Tiradentes como o novo prédio, conhecido como Alerjão, segundo o portal g1.

O post Polícia encontra duas armas e R$ 148 mil em casa de deputada suspeita de ter ligação com a milícia apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Polícia encontra duas armas e R$ 148 mil em casa de deputada suspeita de ter ligação com a milícia
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Pesquisa mostra força da chapa Tarcísio e Michelle; VEJA NÚMEROS

Na pesquisa realizada pela Genial/Quaest, um achado significativo é o potencial de votos de Tarcísio …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *