Página Inicial / Últimas / Presidente esquerdista de Portugal dissolve parlamento e convoca eleições

Presidente esquerdista de Portugal dissolve parlamento e convoca eleições

foto: AP Photo/Armando Franca

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza, dissolveu o Parlamento e confirmou a convocação de eleições legislativas antecipadas para 10 de março, segundo decreto publicado nesta segunda-feira (15/1). Esta é a nona dissolução do Parlamento português desde a redemocratização do país, em 1974.

Decreto oficializa anúncio feito pelo presidente no dia de 7 de novembro após a demissão do primeiro-ministro, António Costa, em decorrência da Operação Influencer. Costa é acusado de tráfico de influência em concessões de exploração de lítio no norte de Portugal, um projeto para a criação de uma central de hidrogênio no porto de Sines e o investimento em um data center na região.

Uma série de prisões e buscas levaram, inclusive, ao indiciamento do chefe de gabinete de Costa e do ministro de Infraestruturas. Segundo o Ministério Público de Portugal, o chefe do governo também chegou a ser alvo de investigações, acusado de prevaricação — ou seja, de ter falhado no cumprimento das obrigações de seu cargo. Costa anunciou sua demissão em sequência, destacando que não se candidataria a um novo mandato.

Eleições em 8 semanas

De acordo com a Constituição portuguesa, compete ao presidente da República dissolver a Assembleia da República, depois de ouvir todos os partidos nela representados. E assim aconteceu imediatamente após a demissão do primeiro-ministro, no dia 8 de novembro. Assim, os principais partidos já estão se preparando para as próximas eleições, que acontecerão dentro de oito semanas.

O Partido Socialista português nomeou como novo secretário-geral Pedro Nuno Santos, em dezembro. A sigla está atualmente na frente das intenções de voto, segundo as últimas pesquisas de opinião, mas não obtém a maioria absoluta.

O Partido Social Democrata (PSD), de centro-direita, liderado por Luís Montenegro, assinou um acordo de coligação com duas pequenas formações de direita, incluindo o CDS – Partido Popular, partido político português conservador inspirado pela democracia cristã.

Já o partido de extrema direita “Chega”, deu início à campanha eleitoral depois de realizar um congresso este final de semana, no norte do país. A sigla tem o posto de terceira força política, com 12 deputados eleitos nas eleições legislativas de janeiro de 2022.

O post Presidente esquerdista de Portugal dissolve parlamento e convoca eleições apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Presidente esquerdista de Portugal dissolve parlamento e convoca eleições
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Comentarista da GloboNews diz que Lula tem elogiado atuação de Pacheco e que quer fazer ele governador de Minas; VEJA VÍDEO

Em uma reunião de emergência com a equipe política do governo na última sexta-feira (19), …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *