Página Inicial / Últimas / TRE-PR marca data de julgamento que pode cassar Moro

TRE-PR marca data de julgamento que pode cassar Moro

 Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Ações de PL e de PT pedem cassação do mandato do senador Sergio Moro (União Brasil-PR) por abuso de poder econômico

O desembargador presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), Sigurd Roberto Bengtsson, marcou a data de início do julgamento conjunto das duas ações que pedem a cassação do mandato do senador Sergio Moro (União Brasil-PR).

O dia é 1º de abril, segundo O Globo.

Já foram reservadas três sessões para o julgamento: a da data inicial, assim como as de 3 e 8 de abril.

Ainda de acordo com o jornal, os juízes do TRE-PR tomaram duas decisões em uma reunião reservada antes do Carnaval: “ninguém terá acesso prévio ao voto do relator, Luciano Carrasco Falavinha; e cada um dos sete integrantes do TRE vai fazer questão de destrinchar o voto como forma de prestação de contas à sociedade”.

Mudanças atrasaram julgamento

Foi publicada no Diário Oficial da Uniãodesta quinta-feira, 22, a escolha do advogado José Rodrigo Sade para a vaga de juiz do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), corte que julgará o pedido de cassação aberto contra o senador Sergio Moro (União-PR).

Lula havia indicado o magistrado no começo do mês, mas só agora a decisão foi oficializada. 

Sade assume o posto deixado por Thiago Paiva dos Santos, que concluiu o mandato no TRE no final de janeiro.

Para a análise de processos envolvendo pedidos de cassação, o tribunal precisa ter o quórum completo, conforme determina o Código Eleitoral.

Um dia antes da aposentadoria de Paiva, o ministro Alexandre de Moraes, como presidente do Tribunal Superior Eleitoral, determinou a tramitação em regime de urgência da lista tríplice para preenchimento da vaga de juiz titular do TRE-PR.

Com a Corte completa, o presidente do TRE-PR, desembargador Sigurd Roberto Bengtsson, deve escolher a data do julgamento do processo que tramita contra o ex-juiz da Lava Jato.

A ação contra Moro

O Ministério Público Eleitoral do Paraná (MPE-PR) manifestou-se a favor da acolhida parcial da ação eleitoral movida pelo PL e pelo PT que pede a cassação do mandato do senador Sérgio Moro (União-PR).

A alegação dos partidos é de que Moro teria cometido abuso de poder econômico durante sua pré-campanha para as eleições gerais de 2022.

O parecer, assinado pelos procuradores da República Marcelo Godoy e Eloisa Helena Machado, foi protocolado em 14 de dezembro de 2023 e encaminhado ao Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR).

A ação eleitoral foi proposta no final de 2022 em duas ocasiões, uma pelo partido PL e outra pela federação Brasil da Esperança, formada por PT, PV e PCdoB. Ambas foram unificadas na mesma ação. Elas acusam Moro de abuso de poder econômico e uso indevido de veículos ou meios de comunicação social durante o período pré-eleitoral de 2022.

A escolha de Sade

A escolha de José Rodrigo Sade como juiz do TRE-PR já era esperada. 

Ele contava com o apoio do grupo Prerrogativas, os advogados ligados ao PT que sucatearam legados jurídicos da Operação Lava Jato no combate à corrupção.

Diante dos nomes que à disposição de Lula na lista tríplice, Sade era o mais inclinado a votar pela cassação de Moro.

O Antagonista

O post TRE-PR marca data de julgamento que pode cassar Moro apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:TRE-PR marca data de julgamento que pode cassar Moro
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Avança no Congresso projeto que tira sigilo dos dados de pedófilos

Marcello Casal/Agência Brasil) Projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *