Página Inicial / Últimas / Pesquisa revela qual é o melhor país do mundo para ser mulher; VEJA LISTA

Pesquisa revela qual é o melhor país do mundo para ser mulher; VEJA LISTA

Nesta sexta-feira, 8 de março, celebramos o Dia Internacional da Mulher, um momento crucial para refletirmos sobre a igualdade de gênero em todas as áreas da vida. O machismo e o preconceito permeiam cada esfera da sociedade, mas um estudo do Instituto para Mulheres, Paz e Segurança (GIWPS) da Universidade Georgetown nos oferece um raio de esperança: a Dinamarca, considerada o melhor país do mundo para ser mulher, serve como um exemplo a ser seguido por todas as nações.

O Índice Mulheres, Paz e Segurança (WPS) da Universidade, publicado no final de 2023, coloca a Suíça e a Suécia logo atrás da Dinamarca no ranking. Para determinar quais países oferecem melhores condições de vida para as mulheres, o estudo analisou dados que medem inclusão, justiça e segurança para mulheres em 177 países.

Os melhores colocados “são mais prósperos, pacíficos, democráticos e melhor preparados para responder aos impactos das alterações climáticas”, explicou Elena Ortiz, autora principal do relatório, ao jornal da Georgetown. “Quando as mulheres estão bem, todos na sociedade estão bem, e o nosso índice mostra isso”, acrescentou.

Brasil no retrovisor

A novidade da edição do último foi o indicador sobre violência política, dentro do qual México, Brasil, Nigéria, República Democrática do Congo e Mianmar apresentam as mais graves taxas. No ranking geral, o Brasil aparece na 115ª posição dos melhores países para mulheres viverem – longe da vizinha Argentina, na 50ª colocação, e destaque positivo da América do Sul.

Nos cinco últimos lugares, estão Sudão do Sul, República Democrática do Congo, República Centro-Africana, Iêmen e Afeganistão — este último apresentou taxas três vezes piores quando comparadas as da Dinamarca.

Top 10 países para ser mulher

As nações que disparam nos direitos para mulheres estão centrados na Europa. A Dinamarca apresenta excelentes pontuações no acesso feminino à Justiça e é um dos 14 países com um código legal totalmente voltado para a equidade de gênero. Por lá, todas as mulheres também têm a própria conta bancária — do outro lado do espectro, no Afeganistão, menos de 5% delas têm independência financeira.

As pontuações de destaque estão relacionadas aos termos de paz, democracia e prosperidade, de acordo com o Índice WPS e outros levantamentos internacionais. A existência de conflitos em território nacional também são fortes determinantes no ranking, uma vez que a eclosão de guerras eleva mortes de mães, agrava o risco de violência de gênero e culminam no abandono da escola por meninas. Veja a lista dos 10 primeiros colocados abaixo, no índice de zero a 1:

  1. Dinamarca – 0.932
  2. Suíça – 0.928
  3. Suécia – 0.926
  4. Finlândia – 0.924
  5. Islândia – 0.924
  6. Luxemburgo – 0.924
  7. Noruega – 0.920
  8. Áustria – 0.911
  9. Holanda – 0.908
  10. Nova Zelândia – 0.904

As informações são da VEJA

O post Pesquisa revela qual é o melhor país do mundo para ser mulher; VEJA LISTA apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Pesquisa revela qual é o melhor país do mundo para ser mulher; VEJA LISTA
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Avança no Congresso projeto que tira sigilo dos dados de pedófilos

Marcello Casal/Agência Brasil) Projeto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *