Página Inicial / Últimas / Veja como está o placar da votação do STF para dizer que a Constituição não prevê ‘poder moderador’ ou intervenção militar

Veja como está o placar da votação do STF para dizer que a Constituição não prevê ‘poder moderador’ ou intervenção militar

De acordo com informações do G1, o Supremo Tribunal Federal (STF) avançou no julgamento de uma ação do PDT que busca esclarecer os limites da atuação das Forças Armadas. Até o momento, o placar está 3 a 0, com votos dos ministros Luiz Fux, Luiz Roberto Barroso e Flávio Dino.

O relator da ação, ministro Luiz Fux, votou na sexta-feira (29) afirmando que a Constituição não permite uma “intervenção militar constitucional” nem encoraja uma ruptura democrática. O ministro Luiz Roberto Barroso acompanhou o voto de Fux.

No domingo (31), o ministro Flávio Dino também votou com Fux, mas, ao contrário de Barroso, apresentou um voto escrito com argumentos adicionais. O julgamento continua no plenário virtual até o dia 8, com a apresentação dos votos dos ministros em um sistema eletrônico. Ainda faltam os votos de oito ministros.

No voto de Dino, ele menciona que o julgamento ocorre em uma data que remete a um período sombrio da nossa História Constitucional. Ele afirma que é necessário eliminar qualquer tese que ultrapasse ou fraude o real sentido do artigo 142 da Constituição Federal.

Os ministros estão julgando uma ação que questiona pontos de uma lei de 1999 sobre a atuação das Forças Armadas. O partido contesta três pontos da lei, incluindo a hierarquia “sob autoridade suprema do presidente da República”, a definição de ações para a destinação das Forças Armadas conforme a Constituição, e a atribuição do presidente da República para decidir sobre o pedido dos demais Poderes sobre o emprego das Forças Armadas.

O voto do relator, Fux, ressalta que a Constituição não autoriza o presidente da República a recorrer às Forças Armadas contra o Congresso e o STF, e que também não concede aos militares a atribuição de moderadores de eventuais conflitos entre os três poderes. Ele defende que o STF estabeleça que a missão institucional das Forças Armadas não acomoda o exercício de poder moderador entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

O post Veja como está o placar da votação do STF para dizer que a Constituição não prevê ‘poder moderador’ ou intervenção militar apareceu primeiro em Terra Brasil Notícias.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Veja como está o placar da votação do STF para dizer que a Constituição não prevê ‘poder moderador’ ou intervenção militar
FONTE: Terra Brasil

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Malafaia pede renúncia de comandantes das Forças Armadas; VEJA VÍDEO

foto: Reprodução YouTube O pastor Silas Malafaia, responsável pelo ato em apoio ao ex-presidente Jair …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *