Web Statistics
Mergulhador morre sem oxigênio em caverna na Tailândia onde meninos estão presos | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Últimas / Mergulhador morre sem oxigênio em caverna na Tailândia onde meninos estão presos

Mergulhador morre sem oxigênio em caverna na Tailândia onde meninos estão presos

Saman Kunan, de 38 anos, era ex-integrante do grupo de elite da Marinha, e morreu enquanto retornava de uma expedição que levou suprimentos aos meninos.

Um ex-mergulhador da Marinha tailandesa que participava dos esforços de resgate dos meninos que estão em uma caverna inundada na Tailândia morreu nesta quinta-feira (5).

Saman Kunan, de 38 anos, levou suprimentos para o grupo de 13 pessoas, mas ficou sem oxigênio quando retornava para a entrada da caverna Tham Luang. O ex-integrante do grupo de elite da Marinha era triatleta e tinha se voluntariado a participar da operação de resgate.

“Após ter entregue uma reserva de oxigênio, ficou sem ar em seu retorno”, declarou o vice-governador da província de Chiang Rai, Passakorn Boonyaluck. “Perdeu a consciência no caminho de volta, seu companheiro de mergulho tentou ajudá-lo e carregá-lo”, revelou o oficial da Marinha Apakorn Yookongkaew.

A morte de um militar experiente deixa claro os riscos do resgate dos 12 meninos, que têm entre 11 e 16 anos, e do técnico, de 25 anos. Alguns não sabem nadar e todos terão que aprender noções básicas de mergulho.

O grupo, que está preso desde 23 de junho, foi encontrado por dois mergulhadores britânicos após nove dias de intensas buscas, aglomerados sobre uma rocha a cerca de 4 km da entrada da caverna.

“A morte deste especialista mergulhador serve para mostrar a dificuldade dos trabalhos de resgate. Apesar desta morte, não vamos parar de trabalhar para resgatar o grupo”, afirmou uma fonte do gabinete do governador da província de Chiang Rai, onde está localizada a caverna.
O corpo de Kunan será levado para a cidade de Sattahip, no sudeste do país, onde será realizado o funeral. Ele será cremado.

O nível de oxigênio na câmara de ar onde os meninos estão, na caverna, caiu para 15%. O nível normal é de 21%. Por isso, as equipes decidiram levar oxigênio ao local, segundo a BBC.

“O mergulho é sempre cheio de riscos. Ele pode ter desmaiado, fazendo-o se afogar, mas temos que esperar pela autópsia”, disse o vice-almirante da Marinha, Aphakorn Yookongkaew. “Apesar de termos perdido um homem, seguimos com fé em nossa missão”, declarou.

O post Mergulhador morre sem oxigênio em caverna na Tailândia onde meninos estão presos apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Mergulhador morre sem oxigênio em caverna na Tailândia onde meninos estão presos
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Último sobrevivente de tribo, índio vive solitário há 22 anos em floresta de RO

Índio de Terra Indígena Tanaru foi visto pela primeira vez por equipes da FPE Guaporé …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *