Web Statistics
Gilberto Gil diz a Moro não ter ouvido falar em vantagem a Lula | Gazeta de Rondônia
quarta-feira ,21 novembro 2018

Página Inicial / Últimas / Gilberto Gil diz a Moro não ter ouvido falar em vantagem a Lula

Gilberto Gil diz a Moro não ter ouvido falar em vantagem a Lula

Ministro da Cultura do ex-presidente entre 2003 e 2008, cantor prestou depoimento como testemunha de defesa do petista nesta quinta (9/8)

O cantor Gilberto Gil prestou depoimento à Operação Lava Jato nessa quinta-feira (9/8) como testemunha de defesa do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. A oitiva ocorreu no âmbito da apuração na qual o petista é acusado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do sítio de Atibaia (SP). Gil foi ministro da Cultura do governo Lula, entre 2003 e 2018.

Advogado do petista, Cristiano Zanin Martins perguntou ao ex-ministro se ele presenciou ou teve notícia de alguma ação de Lula que pudesse sugerir vantagem indevida em troca de atos por ele praticados enquanto presidente. “Não, nunca”, respondeu Gil.

A testemunha também disse não ter visto ou sabido de supostos benefícios de Lula às empresas Odebrecht e OAS em troca de reformas no sítio em Atibaia. “Não, de maneira nenhuma”, afirmou Gil. “Ouviu falar?”, perguntou Zanin. “Não, não. Nada disso”, declarou o cantor.

Depoimento

O cantor foi inquerido pelo juiz federal Sergio Moro. O magistrado da Lava Jato citou os ex-ministros José Dirceu (Casa Civil/governo Lula) e Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil/governos Lula e Dilma) e o marqueteiro de campanhas do PT João Santana. Os três foram condenados na operação. Palocci e Santana são delatores.

“O sr. conheceu José Dirceu?”, perguntou Moro. “Sim, claro”, respondeu Gil. “Ministro ao mesmo tempo que o sr?”, quis saber o juiz. “Sim”, disse o músico. “Teve conhecimento quando o sr. ocupava o ministério do envolvimento do sr. José Dirceu em algum esquema de corrupção?”, questionou o magistrado. “Não”, afirmou Gil.

“Conheceu Antonio Palocci?”, perguntou o juiz. “Sim”, disse o cantor. “Teve conhecimento durante o exercício do cargo como ministro do sr. ministro Antonio Palocci em algum esquema de corrupção?”, questionou Moro. “Não”, respondeu Gilberto Gil.

O cantor disse a Moro que conheceu João Santana e teve contato com o marqueteiro durante o período no qual ocupou o cargo de ministro da Cultura. O juiz da Lava Jato quis saber se o músico soube, na época, de algum envolvimento de Santana em esquema de corrupção ou de lavagem de dinheiro.

“Não, não tive conhecimento nenhum”, afirmou Gil. “O sr. tem conhecimento que tanto o sr. Antonio Palocci como o sr. João Santana são confessos em relação à prática de crimes de corrupção e de lavagem de dinheiro?”, perguntou o magistrado. “Tenho ouvido notícias a respeito dessa possibilidade”, disse Gilberto Gil. “Mas na época o sr. não tinha conhecimento”, disse o juiz. “Não”, concluiu o cantor.

Fonte: metropoles

O post Gilberto Gil diz a Moro não ter ouvido falar em vantagem a Lula apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Gilberto Gil diz a Moro não ter ouvido falar em vantagem a Lula
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Criança de 8 anos morre após atirar acidentalmente no próprio rosto em Porto Velho

A criança estava com a irmã de 15 anos que teria ido tomar banho quando …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *