segunda-feira ,21 setembro 2020
Página Inicial / Brasil / Gastos maiores com alimentos e transportes pressionam inflação, seguno IBGE

Gastos maiores com alimentos e transportes pressionam inflação, seguno IBGE

Painel Político – Notícias no Whatsapp sobre política, economia, artigos, jurídico, cultura e viagens.

As famílias gastaram mais com o tomate (19,58%), a batata-inglesa (11,70%) e as frutas (4,39%)

Os gastos maiores com Alimentos e Transportes pressionam a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) em janeiro, informou nesta terça-feira, 23, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A alta registrada pelo grupo Transportes foi mais acentuada (0,86%, com impacto de 0,16 ponto porcentual), mas a contribuição para a inflação foi maior do grupo dos Alimentos (0,76% de aumento, com impacto de 0,19 ponto porcentual).

O grupo Alimentação e Bebidas interrompeu uma sequência de sete meses de quedas consecutivas, devido à pressão dos alimentos consumidos em casa, que aumentaram 0,97% em janeiro. As famílias gastaram mais com o tomate (19,58%), a batata-inglesa (11,70%) e as frutas (4,39%). As carnes subiram 1,53%, após já terem registrado alta de 0,41% em dezembro.

Na direção oposta, voltaram a ficar mais baratos itens como o feijão-carioca (de -5,02% em dezembro para -5,86% em janeiro) e o leite longa vida (de -0,24% para -1,69%).

Quanto à alimentação fora de casa, os preços variaram desde uma queda de 0,97% na região metropolitana de Porto Alegre até uma alta de 2,33% em Curitiba.

Combustíveis

Os combustíveis ficaram 2,54% mais caros em janeiro, pressionando a inflação medida pelo IPCA-15. O destaque foi a alta de 2,36% no preço da gasolina, item de maior impacto sobre a inflação no mês, o equivalente a uma contribuição de 0,10 ponto porcentual para o IPCA-15 de 0,39% de janeiro.

O litro refletiu nas bombas os reajustes autorizados pela Petrobras nas refinarias, que totalizaram 2,75% no período de coleta do IPCA-15 (de 14 de dezembro de 2017 a 15 de janeiro de 2018).

As despesas das famílias com Transportes aumentaram 0,86% no mês, pressionadas também pelo encarecimento do etanol (3,86%), da tarifa de ônibus urbano (0,43%) e de ônibus intermunicipal (0,94%).

Os ônibus urbanos tiveram elevação decorrente de variações apropriadas em Salvador (alta de 1,20%, que refletiu o reajuste de 2,78% nas tarifas desde 2 de janeiro) e em São Paulo (aumento de 1,32%, onde o reajuste foi de 5,26% a partir de 7 de janeiro). Em São Paulo, as tarifas de trem (1,32%) e metrô (1,32%) também foram reajustadas em 5,26% na mesma data.

 

Com informações do Estadão Conteúdo.

Gastos maiores com alimentos e transportes pressionam inflação, seguno IBGE



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Gastos maiores com alimentos e transportes pressionam inflação, seguno IBGE
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *