Web Statistics
Plano de saúde se recusa a marcar cirurgia de emergência em grávida mesmo com decisão judicial | Gazeta de Rondônia
Página Inicial / Últimas / Plano de saúde se recusa a marcar cirurgia de emergência em grávida mesmo com decisão judicial

Plano de saúde se recusa a marcar cirurgia de emergência em grávida mesmo com decisão judicial

Bebê tem mielomeningocele, doença que deixa medula exposta; operação precisa ser feita até esta segunda (4)

Uma grávida conseguiu na Justiça que o plano de saúde dela dê autorização para uma cirurgia no feto, ainda no útero da mãe. A operação precisa ser feita até esta segunda-feira (4) e chegou a ser marcada para as 19h 30 mas, Luciane Pinheiro, de 37 anos, não teve qualquer autorização por parte da Amil até agora.

De acordo com o G1, a cirurgia serve para conter os efeitos da mielomeningocele, malformação que deixa a medula espinhal exposta e permite que líquido suba para o cérebro, causando hidrocefalia. O valor da operação seria de R$ 180 mil, custo que a família não poderia arcar.

A reportagem entrou em contato com a Amil, que ainda não deu resposta.

Esta é a segunda vez que a administradora de empresas tenta marcar a cirurgia. Da primeira vez, no dia 28 de maio, o plano de saúde negou a autorização para realizar o procedimento, alegando que o procedimento não é previsto nas soluções da Agência Nacional de Saúde (ANS). Foi aí que a gestante entrou na Justiça, e ganhou a ação.

Esta segunda-feira é considerada a data limite para a intervenção pois o procedimento só pode ser realizado até a 26ª semana de gestação. O juiz Leandro Borges de Figueiredo, da 8ª Vara Cível de Brasília, decidiu pela urgência do caso e defendeu, em sua decisão, que a cirurgia intrauterina é o tratamento recomendado neste caso. “O fato de o procedimento não constar nas Resoluções da ANS não implica, por si só, exclusão da cobertura do plano”, afirmou.

O post Plano de saúde se recusa a marcar cirurgia de emergência em grávida mesmo com decisão judicial apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Plano de saúde se recusa a marcar cirurgia de emergência em grávida mesmo com decisão judicial
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Projeto do deputado Léo Moraes institui Dia do Advogado Trabalhista

Data será celebrada no dia 20 de junho e passa a fazer parte do calendário …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *